Os melhores nachos | Os da Teresa


Há uns dias atrás a minha amiga Teresa (lembra-se do blog da Ovelha Negra? Essa mesma!) partilhou, no instagram, uma foto com a receita de umas crocantes e aromáticas crackers de milho; assim que vi a foto lembrei-me dos dorito's e dos nachos, os meus snacks preferidos. Alguns dias depois foi a outra Teresa, a do Lume Brando, que partilhou a sua versão das crackers... e pensei... "Isto é assédio!" E, não estivesse um abacate prestes a morrer na minha fruteira, decidi logo fazer duas coisas: um guacamole e as crackers da Teresa.
Será que preciso de vos contar como correu o jantar?

INGREDIENTES
140 gramas de  farinha de milho
4 colheres de  sopa linhaça triturada
6 colheres de sopa de azeite virgem extra
8 colheres de  sopa de água fria
1 colher de chá de colorau
1 colher de chá de tomilho seco
Sal a gosto

PREPARAÇÃO
Ligue o forno nos 200º.
Coloque todos os ingredientes num recipiente e misture até obter uma massa homogénea. Não se pretende, não consegue uma massa elástica, devido à falta de glúten
Divida a massa em duas porções.
Coloque uma das porções em cima de uma folha de papel vegetal. Coloque por cima outra folha e estenda, com a ajuda de um rolo de cozinha, até obter uma camada fina.
Retire a folha de papel superior e, ajudando-se de um corta-pizzas ou de uma faca afiada, corte triângulos ou quadrados. Repita o processo para o resto da massa.
Transfira o papel vegetal com a massa para um tabuleiro e leve ao forno durante 10 a 15 minutos, ou até que fiquem bem dourados.
Retire do forno e separe os nachos ainda mornos.
Sirva com um delicioso guacamole ou com outro molho.
Os que (se) sobrarem, guarde num frasco com fecho hermético.




Pizza de quinoa | sem glúten


Quem consegue resistir a uma fatia de pizza caseira? Sim sim, daquelas que puxamos e vem o queijo atrás, em forma de fios... Pois, eu também não! 
Mas também não consigo resistir a uma fatia desta pizza alternativa, com uma cor tão viçosa e as melhores verduras da temporada. Não leva molho de tomate nem queijo derretido, mas o abacate e a frescura do queijinho light convidam a uma segunda ou terceira fatia! O melhor? É super saudável e vistosa, tenho a certeza que até os pequenotes mais esquisitos irão querer prová-la se lhes disser que é a pizza do Hulk!

INGREDIENTES para a massa
3/4 de chávena de quinoa
1 chávena de água fria
1 colher de chá de fermento
3 colheres de sopa de azeite
Sal q.b

Para o recheio
1 chávena de rúcula
2 abacates médios
1 queijo fresco light (utilizei este)
1 lima
1 pepino mini fatiado
2 rabanetes fatiados
Sal e pimenta q.b
Azeite virgem extra q.b
Coentros  frescos q.b
Orégãos frescos q.b

PREPARAÇÃO
Ligue o forno nos 180º.
Coloque todos os ingredientes da massa num processador de alimentos e triture até obter um creme homogéneo.
Forre uma tarteira ou frigideira  com cerca de 30 cm com papel vegetal e pincele com um pouco de azeite.
Verta a massa e leve ao forno durante cerca de 20 minutos, ou até ficar bem dourada.
Numa taça, misture a polpa do abacate descaroçado com o sumo de uma lima e um fio de azeite. Tempere com sal e pimenta.
Barre a base com a pasta de abacate e decore com os restantes elementos. Termine com um fio de azeite.








Galettes integrais de morango


Esta semana estreei-me nos diretos do Instagram, algo a que tinha, confesso, algum receio; não me importo de aparecer em fotos, mas quando se fala de vídeo, a coisa muda de figura e tenho sempre alguma vergonha... quem diria, logo eu que sou um fala barato!?
A verdade é que tudo correu bem porque tinha outra estreante a fazer-me companhia, a Estefânia , uma amiga nutricionista e que vocês seguem, certamente, no instagram @estefaniagvaz fomos, à pressa, buscar uma receita do querido Célio do Sweet Gula e fizemos apenas algumas alterações, tendo em conta os ingredientes que havia na gaveta do desastre, aquela onde vão parar todos os restinhos de farinhas, sementes, açúcares, especiarias...
Bem, para os que assistiram, a receita foi depois publicada nas stories; para quem não pode assistir, ou não esteve para levar connosco durante quase uma hora, aqui fica a receita, sem as duas matracas de fundo 😊
Muito importante!! Se não querem perder as vídeo receitas dos diretos, estejam atentos ao meu perfil no instagram, que é @fazecome 

INGREDIENTES 
Para a massa:
180 gramas de farinha de espelta integral
1 colher de sopa de açúcar amarelo
90 gramas de manteiga fria cortada em cubos
5 colheres de sopa de água fria
1 pitada de sal

Para o recheio:
300 gramas de morangos
4 colheres de sopa de açúcar mascavado
1 colher de sopa de maizena
1 colher de sopa de leite
Açúcar mascavado para polvilhar

PREPARAÇÃO
Coloque todos os ingredientes da massa no processador de alimentos, e processe durante cerca de 20 segundos, até obter uma massa. Em alternativa, pode preparar a massa à mão, misturando primeiro a manteiga com a farinha e o açúcar e adicionando, depois, a água, o sal e o açúcar.
Forme um retângulo, embrulhe em película aderente ou papel vegetal e leve ao frio durante 10 a 20 minutos.
Entretanto, ligue o forno nos 180º com calor em cima e em baixo.
Corte os morangos em rodelas grossas e misture com a maizena e o açúcar mascavado.
Divida a massa em duas porções.
Coloque uma porção de massa entre duas folhas de papel vegetal e estenda até obter um círculo com cerca de 22 cm. Repita o processo para o resto da massa.
Coloque cada círculo de massa, ainda sobre o papel vegetal, sobre um tabuleiro.
Divida os morangos pelas bases, deixando uma margem de 3 cm aproximadamente.
Dobre os bordos para o centro, para evitar que os sucos se espalhem no tabuleiro.
Pincele com leite e polvilhe com um pouco de açúcar mascavado.
Leve ao forno durante 20 a 25 minutos, ou até que as galettes estejam douradas e crocantes.
Sirva, ainda morno, polvilhado com um pouco de açúcar em pó ou com uma bola de gelado.




Salada de primavera


A primavera insiste em apresentar-se envergonhada, e não há forma de poder desfrutar dos dias longos e solarengos.
Mas como nem só em dias solarengos gosto de me saciar com uma salda completa que inclua folhas, ovo, queijo fresco, sementes..., venho partilhar convosco esta sugestão, fresca, equilibrada, colorida e saborosa:

INGREDIENTES

150 gramas de mistura de alfaces
1 chávena de couve roxa em pickles (aprenda a preparar AQUI)
8 ovos de codorniz cozidos
1 queijo fresco de cabra (utilizo Tété)
2 laranjas sanguíneas
1 colher de sopa de sementes (quinoa ou sésamo)
Sal e pimenta q.b
Azeite virgem extra q.b
Salsa fresca a gosto

PREPARAÇÃO
Distribua a mistura de alfaces pelos pratos.
Adicione os ovos de codorniz cortados em metades e a couve roxa.
Descasque as laranjas com a ajuda de uma faca e corte em fatias. Adicione ao prato.
Adicione o queijo fresco de cabra cortado em cubos.
Tempere com sal e pimenta e reque com um fio de azeite.
Salpique com folhas de salsa fresca e  polvilhe com as sementes.
Sirva esta salada bem fresca!



Croissants integrais de espelta


Fazer croissants não é tarefa fácil, mas não é, de todo, impossível!
E não há nada mais satisfatório do que termos os nossos próprios croissants, acabados de sair do forno. Estes são integrais e estão preparados com 100% farinha de espelta. Não, eu não disse que são light ou menos calóricos! São, isso sim, mais ricos em fibra do que os ditos normais e muito saborosos.
Seguindo estes passos ilustrados, não tem desculpa para não os reproduzir em sua casa.

INGREDIENTES
275 gramas de farinha de espelta integral
90 ml de água morna
40 ml de leite
12 gramas de fermento fresco de padeiro (ou 4 gramas do seco)
35 gramas de açúcar mascavado
30 gramas de manteiga amolecida
1/2 colher de chá de sal
150 gramas de manteiga fria (para as voltas)
2 colheres de sopa de mel
1 gema para pincelar
Sementes de sésamo para polvilhar - opcional)

PREPARAÇÃO da massa
Coloque a farinha numa taça grande.
Forme uma cavidade no centro e adicione o fermento, a água, o leite, o açúcar e a manteiga amolecida. Misture com as pontas dos dedos.
Adicione o sal e transfira a mistura para a bancada de trabalho.
Amasse, com as mãos, até obter uma massa lisa e brilhante. Evite adicionar farinha. Pode realizar este passo na batedeira, com o "gancho"; nesse caso, amasse na velocidade mais baixa até que a massa se descole das paredes da taça.
Forme uma bola e coloque numa taça ligeiramente untada com um pouco de óleo.
Deixe levedar, entre uma as duas horas, num local cálido, até que tenha duplicado o volume inicial.
Espalme a massa com as mãos, para retirar o gás e coloque-a novamente na bancada, ligeiramente polvilhada com farinha.
Forme um quadrado com cerca 20 cm de lado.
Embrulhe em papel vegetal e leve ao frio durante meia hora.
Entretanto, coloque a manteiga entre duas folhas de papel e, com a ajuda do rolo de cozinha, dê-lhe a forma de quadrado, com cerca de 15 cm de lado. Reserve no frio.

A partir daqui, siga as instruções ilustradas:

Coloque a massa na bancada ligeiramente polvilhada com farinha. Coloque no centro da massa,  a manteiga, na diagonal.

1. Dobre uma das pontas da massa para o centro;
2. Dobre a segunda ponta;
3. Sobre a terceira ponta;
4. Dobre a quarta ponta, fechando a manteiga como se fosse um envelope;

5. Rode a massa 90º e estenda, ao comprimento, dando algumas pancadas suaves com o rolo;
6. Forme um retângulo com 1 cm de espessura;
7. Dobre um terço do retângulo até ao centro;
8. Dobre o outro extremo, sobrepondo-o ao primeiro. Leve ao frio durante 15 minutos;

Repita os passos 5, 6, 7 e 8

9. Estique a massa e recorte os bordos;
10. Dobre um dos extremos para o centro;
11. Dobre o outro extremo, de forma a que se encontre com o do passo anterior;
12. Dobre a massa, formando um "livro";

Leve novamente ao frio, por mais 15 minutos

13. Estenda a massa de forma a obter um rectângulo com cerca de 3 mm de espessura;
14. Corte triângulos e, na base, faça um corte com cerca de 1 cm;
15. Enrole, da base para a ponta, formando uma curvatura;
16. Disponha os croissants num tabuleiro forrando com papel vegetal;

17. Tape com um pano limpo e deixe levedar, num local cálido, durante cerca de uma hora,  até dobrarem o volume inicial. Entretanto, ligue o forno nos 220º.
18. Pincele com  gema de ovo diluída numa colher de sopa de água e polvilhe com sementes de sésamo.

Coloque no forno e reduza a temperatura para os 180º. Deixe cozinhar durante cerca de 20 minutos, até que os croissants estejam bem dourados.
Depois de cozidos, pincele com o mel ligeiramente aquecido e deixe arrefecer em cima de uma grelha.




Massa com pesto de rúcula | receita yämmi


Se bem que o pesto tradicional é preparado com pinhões e manjericão, podemos dar-lhe um twist e prepará-lo com outras ervas ou frutos secos. A dica é do novo livro  A vida é Yämmi, uma edição recheada de receitas simples e saudáveis, perfeitas para o dia a dia.
Este pesto, onde se dá valor à rúcula e ao caju, é ideal para acompanhar pratos de massa! Ah, já sabem, se quiserem preparar a vossa própria massa fresca, basta carregar AQUI

INGREDIENTES
100 gramas de rúcula
30 gramas de queijo parmesão ou grana padano mais algum para polvilhar
50 gramas de caju (pode ser substituído por nozes ou amendoins)
30 gramas de azeite
1 dente de alho
sumo de meio limão
Sal e pimenta a gosto
200 gramas de macarronete (ou outra massa)

PREPARAÇÃO | NA YÄMMI
Coloque no copo todos os ingredientes e programe 1 minuto na velocidade 5.
Ajudando-se da espátula, baixe os ingredientes das paredes do copo e repita a operação. Retire para uma taça e reserve.
Faça ferver uma panela com água abundante e sal.
Adicione a massa e deixe cozer pelo tempo recomendado na embalagem. 
Quando a massa estiver cozida, escorra mas deixe um pouco da água de cozedura no fundo.
Adicione o pesto reservado, envolva bem e sirva.
Se for como eu, regue com um fio de azeite e polvilhe generosamente o prato com mais queijo ralado no momento!

MÉTODO TRADICIONAL
Coloque todos os ingredientes num robot de cozinha convencional e triture até obter uma pasta, mas com alguns pedaços dos frutos secos, não deixe ficar em papa.
Se não tiver robot, comece por colocar o alho e os cajus picados num almofariz. Esmague e vá adicionando os restantes ingredientes.