O meu Wellington | Sou feliz


Sou fã de pratos descomplicados, mas também gosto de mesas compostas e bonitas.
Gosto de pessoas bonitas por dentro e com os olhos grandes, brilhantes e transparentes.
Gosto de cozinhar.
Gosto de comer.
Gosto mais ainda de partilhar.
Cozinho, ensino, fotografo, como e sou feliz!
Feliz pelas pessoas bonitas que se cruzam comigo, feliz por gostar de gostar, feliz por dar e receber, feliz por estar aqui, ali, às vezes a correr, mas por querer, sentir, sonhar, crescer, sorrir e cozinhar.

Esta é a minha última receita partilhada de 2017. Encerra-se um ano de muito trabalho repleto de novos projetos, de novas caras, de algumas reviravoltas e de alguns arrependimentos, de gratidão e de ilusões; E, como tal, a receita veste-se de gala, se bem que sem toalhas de linho ou algodão, sem candelabros nem cristais, mas com produtos genuínos e o melhor sentimento: a gratidão. Partilho, convosco, este meu Wellington de porco (confesso, acabo de deixar deslizar uma lágrima - ou duas, vá!), porque estou verdadeiramente grato pelas oportunidades, pelas nomeações, pelo trabalho e, sobretudo, pelo vosso carinho!

Assim, desejo-vos um brilhante 2018! Eu conto de continuar por cá, até porque em janeiro o blogue faz 4 anos e parece que irá haver algumas surpresas 🎉🥂

INGREDIENTES
1 lombelo de porco com cerca de 450 gramas
2 colheres de sopa de mostarda (usei esta)
150 gramas de bacon fatiado
1 colher de sopa de molho de soja
Sal e pimenta q.b
Azeite q.b
2 dentes de alho
1 embalagem de massa folhada estendida
1 ovo para pincelar
Cebola roxa caramelizada para acompanhar (usei esta)
Cogumelos frescos, espargos ou outros legumes para acompanhar

PREPARAÇÃO
Limpe o lombelo de gorduras, tempere com sal, pimenta, o molho de soja e os dentes de alho esmagados. Regue com um fio generoso de azeite e massaje. Tape com película aderente e deixe repousar por cerca de meia hora.
Aqueça uma frigideira. Coloque a carne e deixe corar, voltando, para que fique com uma cor dourada uniforme e selada. Retire para cima de uma grelha, pincele com a mostarda e deixe arrefecer completamente. 
Entretanto, ligue o forno nos 200º.
Abra a massa folhada e disponha, por cima, o bacon fatiado, deixando uma margem com cerca de 4 cm.
Coloque no centro o lombelo já frio e enrole, como se fosse um embrulho, mas mantendo a forma de cilindro.
Pincele com o ovo batido e, com alguma perícia, faça alguns cortes decorativos ajudando-se de uma faca bem afiada. Leve ao forno durante cerca de 25 minutos, até que fique dourado e a massa folhada esteja crocante.
Retire do forno e deixe repousar durante 5 minutos.
Sirva o wellington fatiado, acompanhado de espargos cozidos, cogumelos salteados na frigideira onde selou a carne ou com os legumes de que mais gostar.
Coloque sobre a carne, já empratada, um pouco da cebola caramelizada, e abra uma garrafa de espumante bem fresco.
Vivam as mesas partilhadas!















Queijos frescos marinados


Já lhe aconteceu ter uns deliciosos queijos frescos no frigorífico, mas querer elevá-los a outro nível?
Experimente mariná-los!  Apenas necessita de alguns ingredientes que tem, certamente, na despensa, e ficarão excelentes na sua mesa de fim de ano 🎉

INGREDIENTES
2 queijos frescos light (uso estes da Tété)
1 colher de chá de pimenta rosa em grão
2 dentes de alho
1 raminho de alecrim
1 malagueta fresca cortada em rodelas
Azeite virgem extra
Sal a gosto

PREPARAÇÃO
Corte os queijos frescos light em cubos com cerca de 1 cm; reserve.
Descasque os alhos e esmague-os, pressionando com uma faca.
Alterne, dentro de um frasco, camadas de azeite, queijo, pimenta, alho, malagueta e alecrim.
Tempere com um pouco de sal.
Feche o frasco e agite ligeiramente.
Conserve no frigorífico até 1 semana. Sirva à temperatura ambiente.



Última ceia do ano | O que preparar?


Aproxima-se a última ceia do ano e muitos de nós (os que deixamos tudo para a última hora) começamos a pensar no menu;
Bacalhau! Diz a mãe ( bacalhau já comemos na consoada, e o prato tão sem graça não merece novamente o destaque numa mesa de celebração);
Camarão, afirmam outros do outro lado da sala...
Eu, que não sou muito esquisito, ficaria-me por uma mesa bem recheada de entradas: camarão salteado, pastéis de carne, uma tábua de queijos, enchidos e frutos secos, fruta exótica e algum que outro petisco.
Vocês se, por outro lado, preferem pratos mais requintados, o JUMBO preparou uma seleção de produtos prontos a confecionar,, como frango recheado, mas também outros mais fáceis ainda: rissois, chamuças. Selecionou também algumas das melhores frutas exóticas e, como não, o rei da mesa sob a forma de bolo ;)

Pensando bem, sou capaz de optar por algumas destas sugestões:


Está na mesa | Queijinhos panados


O Natal já lá vai e, aqui que ninguém me lê, deixem-me dizer-vos que foi bem duro! Mas tão gratificante ao mesmo tempo; e o relógio não pára! Daqui a poucos dias temos outra avalanche de trabalho com as preparações para a última ceia do ano; e é por isso que vos trago esta sugestão, tão simples e rápida de preparar, mas que irá surpreender os vossos convidados.
É uma excelente opção para servir, individualmente, como entrada com um pouco de salada, mas também fica muito bem no centro da mesa. Experimente preparar um arranjo para o centro de mesa com alguns queijos, que bonita fica!

INGREDIENTES
3 queijinhos curados (costumo utilizar estes da Tété)
2 chávenas de corn flakes
2 ovos médios batidos
2 colheres de sopa de farinha
Pimenta rosa q.b
Óleo q.b para fritar

PREPARAÇÃO
Triture os corn flakes num processador de alimentos ou, em alternativa, coloque-os dentro de um saco  resistente e dê algumas pancadas com o rolo de cozinha. Reserve.
Bata os ovos com um pouco de pimenta rosa. Reserve.
Passe os queijinhos pela farinha, seguidamente pelo ovo batido e, finalmente, pelos corn flakes.
Aqueça uma frigideira com óleo abundante.

Quando o óleo estiver bem quente (entre os 165 e os 180º), frite os queijos, de ambos lados, até ficarem douradinhos. Para este tipo de receitas costumo utilizar óleo Fula, pois reduz o cheiro a fritos, tão desagradável numa noite tão especial.
Coloque os queijos sobre um pouco de papel absorvente e sirva de seguida.





Feliz Natal | Bolinhos de côco


Sem grandes rodeios, quero desejar-vos um doce e feliz natal, porque a vida é tão melhor com açúcar e manteiga!

Para preparar estes bolinhos de natal irá precisar de:
100 gramas de manteiga amolecida
125 gramas de açúcar amarelo
2 ovos grandes
100 gramas de farinha
1/2 colher de chá de fermento em pó
50 gramas de côco ralado (mais algum para polvilhar)
100 gramas de açúcar em pó para a cobertura
100 gramas de leite de côco 

PREPARAÇÃO
Ligue o forno nos 175º.
Bata a manteiga amolecida com o açúcar até obter um creme esbranquiçado.
Separe os ovos e adicione as gemas ao creme de manteiga. Bata.
Adicione metade do leite de côco e bata mais um pouco.
Adicione a farinha e o fermento e misture com uma colher de pau.
À parte, bata as claras em castelo e adicione-as à massa, envolvendo com cuidado.
Adicione o côco e misture apenas até este se integrar na massa.
Distribua por formas untadas com manteiga e polvilhadas com farinha e leve ao forno durante cerca de 20 minutos. Faça o teste do palito.
Desenforme e deixe arrefecer completamente em cima de uma rede.
Quando os bolinhos estiverem frios, coloque o açúcar em pó num recipiente e vá adicionando o leite de côco restante, até obter um creme ligeiramente líquido.
Barre os bolinhos e polvilhe com côco ralado.


Querido Pai Natal

Apesar de, como já vos disse AQUI, não ser muito fã do natal, incluindo o consumismo, há sempre aqueles presentes que eu gostaria de receber... no meu aniversário ou noutra altura qualquer, porque Natal é todos os dias 😁

Deixo-vos uma breve lista... de algumas coisas que gostaria de receber, e de outras que gostaria de receber se ainda não as tivesse. Espero que vos sirva de inspiração.

Faca japonesa Kai Shun

Máquina de fazer massa


Frigideira STAUB em ferro fundido

Objetivo para cámara réflex AF-S DX 10-24MMF3.5-4.5G SD2

Robot SMEG

iPhone X




Bolo salgado de cogumelos e queijo fresco de ovelha | Está na mesa!


Está na mesa é o título da nova campanha do óleo que me acompanha na cozinha desde pequeno; é, aliás, o único que entra na minha cozinha, e recordo que assim tenha sido também nas cozinhas da minha mãe e da minha avó.
E porque este lema diz tanto de mim, duecidi unir-me a esta campanha, que tem tudo a ver com as famílias portuguesas, e preparei um bolo salgado, ideal para as marmitas, para os piqueniques, mas também para servir como entrada num jantar mais requintado.

Agora, é caso para dizer "Está na mesa!" 😁

INGREDIENTES
1 chávena de cogumelos
1 dente de alho
2 queijos frescos de ovelha (150 gramas cada)
150 gramas de farinha
1 colher de chá de fermento para bolos
2 ovos grandes
75 ml de óleo (utilizo Fula)
75 ml de leite meio gordo
Azeite q.b
Sal e pimenta q.b

PREPARAÇÃO
Ligue o forno nos 175º.
Corte os cogumelos em quartos e saltei numa frigideira quente com um fio de azeite e o alho laminado. Tempere com sal e pimenta e reserve.
Num recipiente à parte, misture o óleo, o leite e os ovos. Bata bem.
Adicione os cogumelos e misture.
Adicione a farinha justamente com o fermento e, seguidamente, o queijo, ligeiramente esfarelado com as mãos, e misture.
Tempere com um pouco de sal e pimenta.
Verta o preparado numa forma tipo bolo inglês previamente untada com manteiga e polvilhada com farinha e leve ao forno durante cerca de 25 minutos. Faça o teste do palito e desenforme ainda quente.
Sirva com algumas verduras.






Só mais um! | Frangelico e lima


Estas semanas têm sido, para não variar, aceleradas, entre a escola, formações, o Sr. Brioche e uma das coisas que mais me preenche ultimamente: algumas fotografias de produtos bonitos e deliciosos. E, confesso, sinto-me cansado; aliás, sinto-me verdadeiramente CANSADO! E é por isso que perdi a vergonha de vos confessar que, nestes últimos dias (não sempre!!) sabe-me bem, ao chegar a casa, trocar de roupa e, como a dona ANA se encarregou de mover a antena da televisão e estou, portanto, sem televisão desde domingo, atiro-me para o sofá, e cá me apanho com o computador no colo e um copo de Frangelico e Lima ao lado. Vou trabalhando e desligando o chip, se é que me faço entender.
Para quem ainda não provou esta bebida, tem sabor a avelã e algumas notas de chocolate, perfeita quando combinada com sumo de lima e gelo, muito gelo!
Agora que fiz a minha confissão, vou continuar aqui, no sofá, com a televisão desligada e com o meu Frangelico e Lima!

Para preparar esta bebida apenas necessita de:
30 cl de Frangelico
Sumo de meia lima
Rodelas de lima
Gelo (muuuuito gelo)

Misture o Frangelico com o sumo de lima e sirva com gelo e rodelas de lima, bem frescas.