Às vezes dou por mim a pedir ao tempo que pare um bocado e que me deixe desfrutar mais dos pequenos prazeres da vida, mas ele insiste em correr aceleradamente, sem quase me deixar respirar, para trabalhar, trabalhar e trabalhar ainda mais um bocado. A sorte é que o meu trabalho é aquilo que mais feliz me faz: faço o que gosto; que privilégio! Cozinho, fotografo, ensino, comunico (sim, apesar de um pouco envergonhado, às vezes chego a ser muito fala-barato); Estou rodeado de gente que me quer e a quem eu quero. Sinto pena, às vezes, por não lhes poder dedicar mais um bocadinho daquele meu tempo que se escapa por entre os dedos, sem sequer me deixar tentar agarrá-lo, e mostrar que, apesar de não ser das pessoas mais beijoqueiras, o afeto, admiração e gratidão estão lá, bem presentes naquele músculo sob forma de folha de trevo.
Por isso, sempre que posso, guardo um bocadinho dessa felicidade em pequenos frascos, bem fechados, para que o "doce" perdure por muito tempo, coisa que não acontece com esta receita que hoje vos trago, pois com alguns amigos desaparece num instante!

INGREDIENTES
1,2 kg de abóbora descascada e sem pevides
400 gramas de açúcar branco
400 gramas de açúcar amarelo
2 paus de canela
1 laranja
1 chávena de nozes

PREPARAÇÃO
Corte a abóbora em pedaços não muito grandes para uma panela ampla.
Adicione a raspa e sumo da laranja e o açúcar.
Misture com uma colher de pau e deixe a repousar durante cerca de meia hora.
Coloque a panela em fogo médio e deixe cozinhar por cerca de uma hora, mexendo de vez em quando. Quando o doce fizer ponto de estrada (mergulhe uma colher de sopa no doce; passe o dedo e, se este ficar separado), está pronto.
Se pretender uma compota mais suave pode, neste passo, triturar com a varinha mágica.
Adicione as nozes e envolva.
Retire os paus de canela e distribua por frascos esterilizados, enchendo-os quase até ao bordo. Tape bem e deixe arrefecer voltados para baixo para criar vácuo.


NA YÄMMI 
Coloque metade da abóbora e do açúcar no copo. Pulse a função triturar. Retire do copo e reserve.
Coloque a abóbora e açúcar restantes e repita a operação.
Adicione a abóbora reservada, o sumo e a raspa de laranja e deixe repousar por 30 minutos.
Programe 70 minutos a 120º na velocidade 2 inversa. A meio do tempo substitua o copo de medida pelo cesto de vapor.
Retire os paus de canela e, se pretender uma compota mais suave pode, neste passo, triture 30 segundos na velocidade 3.
Adicione as nozes e envolva mais 5 segundos na velocidade 3
Distribua por frascos esterilizados, enchendo-os quase até ao bordo. Tape bem e deixe arrefecer voltados para baixo para criar vácuo.




1 comentário

  1. Adoro doce de abóbora mas nunca fiz. como te percebo, é mesmo um privilégio poder trabalhar naquilo que mais se ama fazer, naquilo que dá sentido á vida...
    https://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Contact

© Faz e Come
Design by The Basic Page