É época de vindimas na minha região. O Alvarinho é rei, e a sua cultura cresce a olhos vivos numa das regiões (modéstia à parte) mais bonitas do nosso país.
O calor tórrido alternado com a chuva mesquinha e chata que insiste em aparecer dificultam o processo, mas o bom ambiente gerado entre familiares e vizinhos amigos acaba por fazer com que, entre anedotas e estórias, o tempo passe mais rápido, e os cestos se encham de cachos de uvas de  pequenos bagos da cor do sol! Mas não só pelo trabalho e convívio nos juntamos, é hábito mimá-los com um docinho à sobremesa, quase sempre surpresa, e um ou outro petisco que, murmurando entre os vinhedos, vou delatando...
É o caso desta empada de mexilhão, preparada com um recheio singelo mas tão rico que poderia juntar-nos à mesa durante várias horas. Mas upa, há ainda uvas para vindimar! Talvez à "merenda", já sujos, com as mãos doces e pegajosas e os braços arranhados pelas varas das videiras, se comam os últimos pedaços!

INGREDIENTES 

Para a massa:
500 gramas de farinha tipo 65 s/fermento
25 gramas de fermento fresco de padeiro
50 ml de azeite
125 ml de água morna
75 gramas de banha de porco ou manteiga
2 ovos médios
1 colher de chá de sal fino

Para o recheio:
350 gramas de miolo de mexilhão cozido
1 cebola grande
125 gramas de chouriço de carne
1 folha de louro
1/2 copo de vinho branco
Azeite q.b
Sal e pimenta q.b

PREPARAÇÃO
Coloque a farinha num recipiente, forme uma cavidade no centro e esfarele o fermento.
À parte, coloque num tacho pequeno a água, a banha/manteiga, o sal e o azeite, e leve ao lume, até amornar e a banha/manteiga derreter.
Verta a mistura da água e das gorduras no centro da farinha, juntamente com os ovos e amasse, com as mãos, até obter uma massa lisa e que se descole das mãos. Forme uma bola, tape com um pano e deixe repousar num local cálido, até duplicar o volume.

Entretanto, prepare o recheio:
Pique a cebola grosseiramente e corte o chouriço em cubos pequenos, com cerca de 5 mm de lado.
Coloque juntamente com um fio de azeite e a folha de louro, num tacho ou frigideira, e leve ao lume até a cebola ficar translúcida.
Adicione o mexilhão e o vinho branco e deixe cozinhar por mais alguns minutos, até que o álcool tenha evaporado.
Retifique de sal e pimenta e reserva.

Quando a massa tiver duplicado o seu volume inicial, ligue o forno nos 200º.
Forre um tabuleiro com papel vegetal. Reserve;
Divida a massa em duas porções.
Estenda a primeira e coloque-a no tabuleiro, cobrindo o fundo.
Disponha, por cima, o recheio. Espalhe com a ajuda de uma colher, mas com o cuidado de deixar uma margem com cerca de 2 cm para formar o bordo que irá fechar a empada.
Estenda a massa restante e coloque-a por cima.
Recorte os excessos de massa e, com os dedos, ou ajudando-se de um garfo, feche a empada, fazendo pressão ao redor.
Faça alguns apliques decorativos com as sobras de massa, pincele com azeite e leve ao forno durante cerca de 30 a 40 minutos.
Sirva a empada morna ou fria, cortada em quadrados e acompanhada de salada.

DICAS
  1. Se pretender utilizar fermento biológico seco, deverá utilizar 1/3 da quantidade do fresco, ou seja, para cada 30 gramas de fermento fresco, 10 gramas do seco.
  2. Para acelerar o processo de fermentação, utilize este pequeno truque: aqueça uma chávena almoçadeira com água no microondas até ferver. Retire a chávena, coloque o recipiente tapado, com a massa, e deixe no microondas, com a porta fechada, durante cerca de meia hora.
  3. Caso opte por comprar mexilhão fresco, deverá adquirir pelo menos 2 kg, para obter os 350 gramas de miolo cozido, e abrí-lo numa panela fechada, sem adição de líquido, durante cerca de 5 minutos em fogo médio.




Enviar um comentário

Contact

© Faz e Come
Design by The Basic Page