Doce de tomate | o melhor do verão, todo o ano


Ensinaram-me, desde pequeno, que o que a vida nos dá de bom devemos conservar, e partilhar. É o que costumo fazer com os melhores frutos que a terra me dá, e com o outono já a fazer-se sentir, não resisti a transformar e guardar os últimos tomates da temporada.
Sim, em doce! Que estranho, que eu não sou nada de doces, dizem vocês ironicamente ;) Este doce é ideal para acompanhar as torradas ao pequeno almoço ou ao lanche, mas é também uma maravilha para servir com uma tábua de queijos. E, imaginem só, é o par perfeito do molho de soja quando este acompanha uma tempura de vegetais, queijos ou camarão. Não experimentaram? Então eu deixo a receita da tempura em breve e depois confirmam!
Mas continuemos com a receita:

INGREDIENTES
2 kg de tomates biológicos bem maduros
Açúcar  - Entre 1 a 1,5 kg
1 pau de canela
1 limão

PREPARAÇÃO
Coloque uma panela com água ao lume. Entretanto, e ajudando-se de uma faca bem afiada, faça um corte em cruz na pele de cada tomate.
Assim que a água ferver, coloque os tomates, deixe levantar fervura novamente e retire para um recipiente grande com água gelada. É agora que a magia acontece, os tomates descascam-se sozinhos.
Corte os tomates em metades ou em quartos e esprema para extrair parte do sumo. Corte em pedaços grandes.
Pese o tomate já escorrido e coloque numa panela.
Adicione igual quantidade de açúcar, ou seja, se obtiver 1 kg de tomate já sem pele e ligeiramente escorrido, deverá adicionar 1 kg de açúcar.


Adicione a parte amarela da casca do limão e o pau de canela.
Leve a fogo médio. Vá mexendo de vez e m quando. O doce irá demorar cerca de uma hora e meia e duas horas até apurar.
O truque que utilizo para saber se o doce já está, é passar uma colher de sopa e, se o doce ficar ligeiramente agarrado à parte de trás da colher, está pronto! Tenha em conta que este doce espessa bastante quando frio, pelo que não deve esperar que engrosse demasiado, caso contrário irá cristalizar.
Retire a casca do limão e o pau de canela e distribua por frascos previamente esterilizados, feche e armazene num local fresco e seco.

DICAS
  1. Para este doce, prefiro variedades de tomate mais "carnudas", como o coração de boi.
  2. Para esterilizar os frascos, coloque-os juntamente com as tampas numa panela grande. Cubra com água e leve ao fogo. Deixe ferver durante alguns minutos. Retire-os da panela com a ajuda de uma pinça (evite o contacto com as mãos, pois poderíamos contaminação-los e deitar todo o trabalho a perder, ou então utilize luvas).
  3. Encha com o doce/conserva deixando apenas cerca de 1/2 cm do bordo, tape de imediato e deixe arrefecer completamente com a tampa voltada para baixo.


















Focaccia de cebola roxa


São, normalmente, um pouco mais altas que as pizzas, sem recheio mas com alguns ingredientes, simples mas deliciosos, no topo. Tradicionalmente apresentadas com azeitonas, tomate cherry e alecrim, as focaccias fazem parte das minhas mesas de partilha, de lanches tardios em que se cruzam queijos com fruta, doces e outros tipos de pão.
Nesta receita apresento uma versão mais minimalista, mas igualmente deliciosa:

INGREDIENTES
500 gramas de farinha tipo 65 sem fermento
275 ml de água
10 gramas de fermento fresco de padeiro
10 gramas de sal
1 colher de sopa de azeite

Para a cobertura:
2 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de água
2 cebolas roxas
Flor de sal q.b

PREPARAÇÃO
Coloque a farinha num recipiente. Forme uma cavidade no centro e adicione o fermento, a água morna e o azeite. Misture com os dedos, incorporando um pouco da farinha que está ao redor.
Adicione o sal, misture bem e transfira a mistura para uma bancada limpa.
Trabalhe a massa, com as mãos, até ficar lisa, elástica e se despegue das mãos e da bancada. Forme uma bola, coloque-a novamente  no recipiente untado  com um pouco de azeite, tape com um pano e deixe levedar, num local cálido, até duplicar o seu volume.
Assim que a massa tiver duplicado o tamanho inicial, volte a colocá-la na bancada de cozinha. Espalme, primeiro com as mãos, e depois estenda com o rolo de cozinha até ficar com o tamanho de um tabuleiro grande, com cerca de 30*40 cm. 
Unte o tabuleiro com azeite (seja generoso) e coloque nele a massa.
Misture duas colheres de azeite com duas colheres de água e meia colher de flor de sal. Pincele com esta mistura a focaccia.
Descasque e corte as cebolas roxas em fatias ou meias luas finas e distribua-as pela massa.
Tape com um pano e deixe levedar durante 30 a 40 minutos. Entretanto, ligue o forno nos 200º.
Cozinhe a focaccia durante  cerca de 30 minutos, até ficar dourada e com um exterior crocante.
Sirva quadrados desta deliciosa focaccia ao lanche, como aperitivo, ou leve-a para um piquenique!

NA YAMMI:

  • Coloque no copo a água, o fermento e o azeite. Aqueça 3 minutos, 37º na velocidade 1.
  • Adicione a farinha e o sal. Selecione a função amassar 2 minutos.
  • Proceda como indicado segundo o método tradicional.








Empada de mexilhão



É época de vindimas na minha região. O Alvarinho é rei, e a sua cultura cresce a olhos vivos numa das regiões (modéstia à parte) mais bonitas do nosso país.
O calor tórrido alternado com a chuva mesquinha e chata que insiste em aparecer dificultam o processo, mas o bom ambiente gerado entre familiares e vizinhos amigos acaba por fazer com que, entre anedotas e estórias, o tempo passe mais rápido, e os cestos se encham de cachos de uvas de  pequenos bagos da cor do sol! Mas não só pelo trabalho e convívio nos juntamos, é hábito mimá-los com um docinho à sobremesa, quase sempre surpresa, e um ou outro petisco que, murmurando entre os vinhedos, vou delatando...
É o caso desta empada de mexilhão, preparada com um recheio singelo mas tão rico que poderia juntar-nos à mesa durante várias horas. Mas upa, há ainda uvas para vindimar! Talvez à "merenda", já sujos, com as mãos doces e pegajosas e os braços arranhados pelas varas das videiras, se comam os últimos pedaços!

INGREDIENTES 

Para a massa:
500 gramas de farinha tipo 65 s/fermento
25 gramas de fermento fresco de padeiro
50 ml de azeite
125 ml de água morna
75 gramas de banha de porco ou manteiga
2 ovos médios
1 colher de chá de sal fino

Para o recheio:
350 gramas de miolo de mexilhão cozido
1 cebola grande
125 gramas de chouriço de carne
1 folha de louro
1/2 copo de vinho branco
Azeite q.b
Sal e pimenta q.b

PREPARAÇÃO
Coloque a farinha num recipiente, forme uma cavidade no centro e esfarele o fermento.
À parte, coloque num tacho pequeno a água, a banha/manteiga, o sal e o azeite, e leve ao lume, até amornar e a banha/manteiga derreter.
Verta a mistura da água e das gorduras no centro da farinha, juntamente com os ovos e amasse, com as mãos, até obter uma massa lisa e que se descole das mãos. Forme uma bola, tape com um pano e deixe repousar num local cálido, até duplicar o volume.

Entretanto, prepare o recheio:
Pique a cebola grosseiramente e corte o chouriço em cubos pequenos, com cerca de 5 mm de lado.
Coloque juntamente com um fio de azeite e a folha de louro, num tacho ou frigideira, e leve ao lume até a cebola ficar translúcida.
Adicione o mexilhão e o vinho branco e deixe cozinhar por mais alguns minutos, até que o álcool tenha evaporado.
Retifique de sal e pimenta e reserva.

Quando a massa tiver duplicado o seu volume inicial, ligue o forno nos 200º.
Forre um tabuleiro com papel vegetal. Reserve;
Divida a massa em duas porções.
Estenda a primeira e coloque-a no tabuleiro, cobrindo o fundo.
Disponha, por cima, o recheio. Espalhe com a ajuda de uma colher, mas com o cuidado de deixar uma margem com cerca de 2 cm para formar o bordo que irá fechar a empada.
Estenda a massa restante e coloque-a por cima.
Recorte os excessos de massa e, com os dedos, ou ajudando-se de um garfo, feche a empada, fazendo pressão ao redor.
Faça alguns apliques decorativos com as sobras de massa, pincele com azeite e leve ao forno durante cerca de 30 a 40 minutos.
Sirva a empada morna ou fria, cortada em quadrados e acompanhada de salada.

DICAS
  1. Se pretender utilizar fermento biológico seco, deverá utilizar 1/3 da quantidade do fresco, ou seja, para cada 30 gramas de fermento fresco, 10 gramas do seco.
  2. Para acelerar o processo de fermentação, utilize este pequeno truque: aqueça uma chávena almoçadeira com água no microondas até ferver. Retire a chávena, coloque o recipiente tapado, com a massa, e deixe no microondas, com a porta fechada, durante cerca de meia hora.
  3. Caso opte por comprar mexilhão fresco, deverá adquirir pelo menos 2 kg, para obter os 350 gramas de miolo cozido, e abrí-lo numa panela fechada, sem adição de líquido, durante cerca de 5 minutos em fogo médio.




Bolo delicioso de maçã

A tarteira linda é da Staub
A minha estação preferida é o outono e, se bem que ainda não chegou, as noites são já mais longas e as manhãs mais frescas, ideias para ficar só mais "aquele bocadinho" na cama, enquanto a preguiça nos toma. Mas este pré-outono é também tempo de colheitas: as vindimas adiantaram-se este ano na minha região; mas as maçãs também aceleraram e, quando passo perto de algumas das macieiras que temos cá em casa, a fragrância delas diz-me baixinho que colha mais algumas e as leve até à cozinha. Sabem que, de uma forma ou outra, com estes produtos biológicos, a magia acaba por acontecer, por mais simples que seja a receita:

INGREDIENTES
125 gramas de açúcar mais algum para a forma
80 gramas de manteiga amolecida mais alguma para a forma
150 gramas de farinha
2 ovos grandes
50 ml de leite
1/2 colher de chá de fermento em pó para bolos
1/2 colher de chá de extrato de baunilha
3 maçãs (cerca de 500 gramas)
Açúcar em pó e canela moída q.b
Sumo de 1/2 limão (opcional)

PREPARAÇÃO
Comece por ligar o forno nos 170º.
Descasque as maçãs, retire-lhes os caroços e corte em fatias bem finas. Regue com o sumo do limão para evitar que fiquem escuras, e reserve.
Numa taça, bata a manteiga juntamente com o açúcar até obter um creme esbranquiçado.
Adicione os ovos, um de cada vez, sem parar de bater.
Peneire a farinha juntamente com o fermento e adicione ao preparado anterior. Bata, mas numa velocidade mais baixa.
Adicione o leite e bata mais um pouco.
Adicione a farinha restante e envolva até obter um creme liso, sem grumos.
Barre uma tarteira com manteiga e polvilhe com açúcar.
Verta metade da massa na forma e alise.
Disponha, espalhando, metade das maçãs.
Adicione a restante massa e termine com a maçã laminada, formando um bonito efeito decorativo.
Polvilhe com açúcar em pó e canela e leve ao forno durante cerca de 40 minutos.

DICAS
  • Este bolo fica ainda melhor no dia seguinte, servido bem fresco.
  • Quanto mais finas forem as fatias de maçã, mais fresco irá resultar o bolo.







Espetadas de frango e uma mesa bohemia



Os amigos são, para mim, como as especiarias:
Umas mais picantes, outras mais adocicadas, outras mais exóticas... mas todas indispensáveis para dar aquele toque especial aos nossos pratos/vida. E como a vida só faz sentido se for picante q.b, nada como juntá-los à mesa, abrir umas cervejas e desfrutar, agradecer aqueles momentos de diversão, as birras, as saudades, as partidas e os regressos
É aqui que entra a nova Bohemia IPA, uma cerveja inspirada na interpretação americana deste estilo. O seu amargor intenso provoca sensação de refrescância, que fazem desta cerveja ideal para acompanhar churrascos e comida condimentada.

INGREDIENTES (para 4 pessoas)
600 gramas de peito de frango desossado
1 beringela média
1 colher de sopa de caril em pó
2 limas
Sal e pimenta a gosto
Malagueta fresca a gosto
Azeite q.b
Salsa ou coentros frescos q,b


PREPARAÇÃO

Corte o frango em pedaços com cerca de 2 cm de lado. Tempere com o caril em pó, uma pitada de sal e pimenta, o sumo das duas limas e um fio de azeite. Misture bem e deixe repousar, no frio, durante cerca de meia hora.
Entretanto, corte as beringelas em pedaços com o mesmo tamanho do frango.
Num palito para espetadas, coloque pedaços de frango e de beringela alternados. Repita o processo para os restantes.
Aqueça um grelhador na temperatura média e grelhe as espetadas, de ambos lados, até ficarem douradas.
Sirva regado com sumo de lima e algumas fatias fininhas de malagueta.









Passatempo

É a loucura!

O Faz e Come não nasceu com  intuito lucrativo, mas sim com um conceito de partilha de receitas e experiências. O que nunca pensei foi receber tanto carinho daqueles que estão desse lado dos ecrãs, a ler-me em frente ao pc, no smartphone no sofá, ou até na cozinha, enquanto preparam alguma das minhas receitas. E como a partilha só faz sentido quando há duas partes que dão e recebem, hoje é a minha vez de agradecer a vossa presença, carinho e apoio.

Como tal, e com o apoio da Zwilling J.A. Henckels Portugal, tenho para vos oferecer 3 prémios:

1 conjunto de grelhador em ferro fundido Staub mais conjunto de utensílios em aço inoxidável Zwilling (composto por mini batedor, corta pizzas e corta-massas)


São mais de 300 euros em prémios!! 

A troco peço apenas duas coisas:
Partilhem a publicação do passatempo com os vossos amigos do facebook 
Façam um gosto na página de facebook da Zwilling J.A. Henckels Portugal

Dito isto, muita sorte para todos!

Os 3 vencedores serão selecionados mediante sorteio de uma aplicação 

Nota:
O passatempo é válido apenas para residentes em Portugal 

Participem AQUI