Como motivo de celebrar a Páscoa e de aproximar o passado à sociedade atual, o Canal HISTÓRIA lançou uma vez mais o desafio de recriar de forma inovadora a ementa da Última Ceia de Jesus Cristo com os apóstolos, e o elegido foi o ilustre chef Vítor Sobral, que se aliou a Mário Rolando Peres (um deus do pão) e ao conceituado enólogo Paulo Laureano. 
De acordo com o seu estilo e visão pessoal, o Chef Vitor Sobral concebeu um menu composto de três pratos: entrada, prato de carne e sobremesa, com ingredientes historicamente comprovados. Este menu foi acompanhado com um delicioso pão 100% artesanal e pelo vinho Tradições Antigas Talha de Paulo Laureano.
Trata-se de um menu composto por ingredientes utilizados na época e aos quais foi dado um tratamento cuidado, tendo em conta as técnicas utilizadas então.

O menu é composto por uma mousse de pistácios e requeijão, passa por uma entrada de atum em escabeche com orégãos e uma redução de vinho e sangue de atum, e dá o protagonismo a um tenro e saboroso cordeiro assado em crosta de nozes, que vem muito bem acompanhado de feijão, tudo cozinhado a baixa temperatura durante várias horas e terminado num forno a carvão.
Não, não me esqueço da minha parte preferida, a sobremesa: mexidos estilo Charroset (pão, vinho, mel e frutos secos), tão bem acompanhados por um leve e perfumado sorte de limão, que ajudou a limpar o palato.

Quem quiser experimentar este menu, pode fazê-lo no restaurante Peixaria da Esquina, em Campo de Ourique (Lisboa), até dia 16 de abril, e tem o custo de 50€ por pessoa.

O mestre em pão Mário Rolando Peres
Podem ainda ver, a partir do dia 7 de abril às 22 horas no Canal HISTÓRIA, a recriação gravada no restaurante Peixaria da Esquina, na Adega com ânforas de barro, em Beja, e na Padaria em Figueiras.
Pão de sementes e pão de cerveja, 100% fermentos naturais
Azeitonas marinadas 
Atum em escabeche 
Cordeiro assado com nozes e feijão
Quinoa
Mexidos e sorbet
Haverá melhor coisa do que um bom pão?


1 comentário

  1. Deve ter sido realmente fabuloso! e esse cordeiro cozinhado a baixas temperaturas e depois terminado em forno a carvão deixou-me claramente a salivar... que aspeto maravilhoso e o sabor deve ser dos deuses, mesmo.
    As fotos estão lindíssimas. Parabéns :)
    Beijinhos
    Marta

    ResponderEliminar

Contact

INSTAGRAM FEED

© Faz e Come
Design by The Basic Page