Empada folhada de legumes


Há dias em que, como hoje, ao chegar a casa troco de roupa, calço uns chinelos (velhos....) e vou à horta, ver se há alguma coisa para colher, e eis que as favas e ervilhas estão no seu auge!
Colhi algumas favas e ervilhas; estas últimas utilizei para fazer uma empada vegetariana, tão boa para os dias mais quentes e sem tempo, e que fica tão bem na minha marmita do dia seguinte.

Gelado de limão


As férias estão, finalmente, ao virar da esquina. Não sou grande apreciador de gelados e não me recordo, sinceramente, da última vez que comi um dos de compra. Contudo, muito de vez em quando faço alguns gelados cá em casa. Esta foi a primeira receita que fiz com a máquina de gelados, que ajuda em termos de textura e suavidade do nosso gelado, pois o constante movimento das espátulas integradas, evita a criação de cristais de gelo.

flan patissier

Não é um pudim, mas também não é um bolo, é o flan patissier, feito à base de um creme pasteleiro mais denso e enformado (há uma outra versão em que a forma é forrada com massa quebrada, o que lhe confere um extra de crocância). A sua crosta faz-me lembrar dos pastéis de nata e, acreditem, depois da primeira fatia, facilmente cedemos a uma segunda.
A receita é da doce e inspiradora Patrícia do blog Coco e Baunilha e é perfeita para colocar na mesa de Páscoa.

Oh queijo da minha vida!


Há dias, como hoje, que passo o dia a tornar as vidas dos outros mais doces e, confesso, quando chego a casa, só me apetece tomar um banho, jantar e apoderar-me do sofá!
Pois, esqueci-me do jantar... Doces estão fora de questão, mas também não me apetece cozinhar! E uma opção (não muito saudável) que me conforta bastante é um pedaço de pão e queijo. Queijo sozinho, queijo com pão, queijo com presunto, queijo com chouriço ou, ainda melhor, queijo com marmelada, como quando era pequeno. E eis que tinha no frigorífico dois queijos que estavam guardados para a mesa de Páscoa; em minha casa a Páscoa celebra-se sempre na segunda-feira, mas parece-me que estes dois não chegam lá!

Cheesecake japonês | Cotton cheesecake


Poucas palavras bastam para descrever este cheesecake, cuja textura nos seduz e transporta a outra dimensão de bolos.
A receita, que tinha debaixo de vista há algum tempo, é da doce Cristina Un Pedacito de Cielo e, garanto-vos, merece lugar de destaque na vossa mesa de Páscoa, ou noutra qualquer, porque se trata de um bolo que se adapta a qualquer momento.

Hot cross buns


Já desde o ano passado que ando de olho nestes pãezinhos doces de especiarias, habitualmente consumidos na época da Páscoa pelos povos ingleses, australianos, do Canadá, Índia, Nova Zelândia, Paquistão, África do Sul e ainda algumas zonas da América. Estes pãezinhos representam o fim da quaresma e alguns dos seus componentes têm um significado específico: por exemplo, a cruz representa a crucificação de Jesus Cristo e as especiarias representam as especiarias utilizadas para embalsamar. (info retirada daqui).
Cultura à parte, são uns deliciosos pães doces ideais para o pequeno almoço. Esta receita foi muito ligeiramente adaptada da do Iñaki do Jaleo en la Cocina

Bolo zebra com cobertura de chocolate


Um bolinho fofo, húmido e aromático, que nunca nos deixa ficar mal.
Experimentem dar cor à parte simples e substituir o cacau por farinha e algum corante de outra cor...

Mini bundts de limão


São apenas necessários 5 ingredientes nas mesmas quantidades para preparar uns rápidos e deliciosos mini bundts de limão.
Pode ainda, caso prefira, utilizar pequenas formas para queques forradas com caixinhas de papel

INGREDIENTES
150 gramas de açúcar

A última ceia pelo chef Vítor Sobral



Como motivo de celebrar a Páscoa e de aproximar o passado à sociedade atual, o Canal HISTÓRIA lançou uma vez mais o desafio de recriar de forma inovadora a ementa da Última Ceia de Jesus Cristo com os apóstolos, e o elegido foi o ilustre chef Vítor Sobral, que se aliou a Mário Rolando Peres (um deus do pão) e ao conceituado enólogo Paulo Laureano. 
De acordo com o seu estilo e visão pessoal, o Chef Vitor Sobral concebeu um menu composto de três pratos: entrada, prato de carne e sobremesa, com ingredientes historicamente comprovados. Este menu foi acompanhado com um delicioso pão 100% artesanal e pelo vinho Tradições Antigas Talha de Paulo Laureano.
Trata-se de um menu composto por ingredientes utilizados na época e aos quais foi dado um tratamento cuidado, tendo em conta as técnicas utilizadas então.

Pão de alho e salsa


Sabe aquele pão de alho servido, normalmente, nas pizzarias? Pois, não tem nada a ver! Este é mais fofinho e pode ser feito por si, sem grandes complicações.

INGREDIENTES
500 gramas de farinha tipo 65 sem fermento
50 ml de azeite
250 ml de água
2 colheres de sopa de açúcar

Petit gâteau


Esta é a sobremesa ideal para jantares de última hora. Faz-se em cerca de 20 minutos e deixa qualquer convidado rendido, ora vejam:

INGREDIENTES
4 ovos
110 gramas de açúcar
150 gramas de chocolate negro para culinária
90 gramas de manteiga
55 gramas de farinha