2.06.2017

Brioche de natas e tangerina


Cada vez experimento mais receitas de brioche. Não porque não tenha encontrado ainda a receita perfeita, mas por provar outras texturas, aromas, sabores... Esta foi-me sugerida pela querida e talentosa Belén do blog CupCakes a Gogó. Vão lá espreitar! Mas, aviso-vos: é uma tentação de blog, receitas, fotos... e o melhor é que a Belén é a responsável por La Tallerería.  E mais não digo, vão lá ver! ;)
E se na receita tradicional, a massa é enriquecida com manteiga, normalmente adicionada gradualmente uma vez que a massa se encontra já homogénea, neste caso a gordura utilizada são natas (das boas, para bater), e são adicionadas juntamente com os outros ingredientes.
Trata-se de um pão que aguenta fresco e fofo durante vários dias mas, se preferirem, podem também cortar fatias e congelá-las, individualmente envolvidas em película aderente e guardadas dentro de um saco ou recipiente com fecho hermético.
Quanto à tangerina confitada que utilizei, é o mesmo processo da laranja, e podem ver como se faz AQUI.
INGREDIENTES
310 gramas de farinha de força
1 ovo e 1 gema
25 gramas de açúcar
10 gramas de fermento fresco de padeiro
130 ml de natas para bater
1 tangerina (raspa da casca)
35 ml de sumo de tangerina
2 gramas de sal
Sementes de sésamo q.b
Tangerina confitada q.b

PREPARAÇÃO
Coloque a farinha, o açúcar, a raspa da casca de uma tangerina e o fermento, ligeiramente esmigalhado, numa taça. Misture com a ajudar de um garfo.
Adicione o sal, o ovo inteiro, meia gema, o sumo de tangerina e as natas. Misture bem com o garfo e, assim que tiver uma mistura homogénea, passe-a  para uma bancada limpa, polvilhada com um pouco de farinha.
Trabalhe a massa até esta estar lisa, brilhante, e descolar das mãos e da bancada o que poderá levar cerca de 20 a 30 minutos. Evite adicionar farinha.
Forme uma bola com a massa e coloque-a num recipiente previamente untado com um pouco de óleo.
Tape com película aderente e envolva com um pano. Deixe a massa a levedar num local cálido, perto da lareira ou do radiador, ou até dentro do forno a uma temperatura de 25º. Atenção, que o calor em excesso poderá prejudicar a ação do fermento!
Assim que a massa tiver, pelo menos, duplicado o seu volume, retire-a novamente para a bancada.
Estenda com a ajuda de um rolo (continue a evitar a adição de farinha) e enrole, até obter um rolo com cerca de 50 cm de comprimento.
Dobre o rolo ao meio e entrance as duas pontas, como se estivesse a formar uma corda.
Coloque a massa, com cuidado, numa forma rectangular, tipo de bolo inglês, com cerca de 22 cm de comprimento, previamente untada com manteiga, ou forrada com papel vegetal.
Volte  a tapar com o pano e deixe levedar até que a massa chegue ao bordo da forma. Entretanto, preaqueça o forno nos 180º.
Quando o forno estiver quente e a massa tiver aumentado consideravelmente o volume, pincele cuidadosamente com a gema restante diluída num pouco de água, decore com rodelas de tangerina cristalizada e polvilhe com as sementes de sésamo.
Leve ao forno durante cerca e 30 minutos, ou até que esteja dourado. Se começar a ganhar demasiada cor, tape com um pouco de papel alumínio.
Assim que estiver cozido, desenforme o brioche e deixe arrefecer completamente em cima de uma rede antes de cortar fatias generosas e desfrute!

DICAS:

  • Para facilitar e agilizar todo o processo, pode fazer a massa no robot, escolhendo a opção Massas. Contudo, deverá respeitar a ordem de introdução dos ingredientes indicada nesta receita.
  • Se não tiver acesso a farinha de força, vá pelos supermercados e escolha aquela que tiver o valos mais alto de proteína, no quadro do valor nutricional.
  • Pode substituir a tangerina por laranja, como na receita original.
  • Evite a adição de farinha com o fim de despegar a massa da mesa e das mãos, isso apenas fará que a massa fique seca.
  • Se utilizar fermento biológico seco (tipo Fermipan), reduza a quantidade para 1/3.
  • É de extrema importância deixar levedar a massa nos dois momentos, até duplicar o volume.
  • Evite o contacto direto do sal com o fermento, pois poderá anular o efeito do segundo.
  • Se quiser acelerar o processo, aqueça ligeiramente as natas, até aos 37º aproximadamente.







SHARE:

1 comentário

  1. Acabo de verlo!! Preciosas fotos y maravillosas palabras!! #obrigada

    ResponderEliminar

© Faz & Come. All rights reserved.