Cada vez menos sinto a necessidade de incluir carne e peixe nas minhas refeições. Estou longe de me tornar vegetariano e não tenho de todo esse objetivo mas noto que, quando ingiro menos carne, ou inclusive a substituo por proteínas de origem vegetal, o meu organismo funciona melhor e chego a sentir-me mais "leve" nos dois sentidos da palavra e isso reflete-se também no dia da pesagem semanal...

Para preparar esta receita recorri à fantástica mandolina V5 da Borner; consultem mais informação no final do post.

Ingredientes: (para 10 unidades)
180 gramas de alho francês
300 gramas de courgete
1 beringela 100 gramas de cenoura
375 gramas de batata doce
50 ml de azeite
1 dente de alho picado
350 gramas de feijão encarnado cozido
3 colheres de sopa de farinha de linhaça
1 ovo médio ligeiramente batido
1 colher de chá de caril
Sal e pimenta q.b

Preparação:
Corte o alho francês em rodelas com cerca de 3 mm de espessura. Coloque-as num recipiente com água fria abundante, lave e escorra.
Utilizando uma faca bem afiada ou a mandolina, corte a cenoura, a batata doce, a beringela e a courgete em tiras com cerca de 3,5 mm de espessura por 4 cm de comprimento. Reserve.
Coloque um tacho ao lume em fogo médio. Adicione um fio generoso de azeite e refogue nele o alho até começar a ficar dourado. Adicione o alho francês deixe cozinhar por 2 minutos.
Adicione a cenoura e deixe cozinhar mais 2 minutos.
Por fim, adicione a batata doce, a beringela e a courgete, misture bem, tempere com sal, pimenta e o caril e deixe cozinhar mais 5 minutos.
Retire do fogo e deixe amornar.
Adicione o ovo, a farinha de linhaça e o feijão, previamente esmagado com um garfo. Misture tudo muito bem até obter uma pasta. Rectifique os temperos.
Forre um tabuleiro com papel vegetal e disponha porções com cerca de duas colheres de sopa cada, formando um círculo com cerca de 8 cm de diâmetro. Pode optar por fazer os hamburguers mais pequenos, mas nunca maiores, pois será difícil que mantenham a forma ao cozinhar.
Leve ao frio até arrefecer completamente ou congele.
Aqueça uma frigideira antiaderente com um fio de azeite. Coloque o hamburguer e deixe cozinhar até formar uma crosta dourada, o que tardará cerca de 2 a 3 minutos de cada lado.

Dicas: 

  • Sirva os hamburguers, ainda quentes, em bolo do caco, acompanhados de alface, tomate e um pouco de ketchup.
  • Depois de congelados no tabuleiro, passe os hambúrguers para caixas herméticas ou sacos de congelação e, quando decidir utilizá-los, cozinhe-os diretamente, descongelam ao mesmo tempo que se cozinham.








Sobre o V5 da Borner:

O cortador de legumes V5 é o ultimo modelo da gama Borner, o resultado de mais de 50 anos de experiencia na criação e fabrico de ferramentas de cozinha cada vez mais desenvolvidas e apuradas. Patenteado, certificado, o V5 também nasceu para fazer face as inumerosas copias ilegais do modelo V3 vitima do seu sucesso a nível mundial. Ele impõe-se como um concentrado de know-how e tecnologia, recorrendo as técnicas mais avançadas da robótica.

Consege fazer 4 espessuras de rodelas;

Tem uma pega facil de pegar;

A propria placa das rodelas serve de proteção na lamina;

As borrachas de apoio não deixam deslizar em cima da banca;

Com a sua pega ergonómica a sua estrutura reforçada e o seu design contemporâneo, o V5 alcançou um novo patamar de excelência, colocando-se de imediato como a referência no mercado.

Composição do conjunto:

O cortador de legumes V5 com Box é composto por uma base de corte com laminas em V, de três placas de cortes e dum empurrador de segurança.

· Base de corte com lâminas em V.

Fiel a tradição da casa, os engenheiros mantiveram a posição em V das lâminas, todo o resto foi profundamente repensado: pega ergonómica que facilita o manuseamento do conjunto, logotipo Borner em aço inox embutido na base de corte, reforço global da estrutura da base, e o mais importante, um novo sistema de controlo da posição das placas de corte.

· Placa de rodelas

Encaixa a placa de rodelas na base de corte colocando as setas da base em frente as setas da placa, empurra a placa o mais baixo possível, esta na posição de rodelas mais grossas (8 mm), com o polegar, empurra a placa de corte para frente, ate ouvir um clic, esta na posição dois (4 mm), repita a operação para passar a espessura de rodelas de 2mm e mais uma vez para 1 mm. Para acabar, empurrando mais uma vez para frente, a placa de rodelas encosta as lâminas em V tornando o contacto com as mesmas impossível. Esta placa corta rodelas e lamelas de todos os vegetais, a imaginação é o limite.(ver vídeo no site)

· Placa de 7 mm para palitos e cubos grossos.

Encaixa a placa de 7 mm como a placa de rodelas, na posição mais fundo vai obter os mesmos cortes que a V3. Empurra a placa para frente, ela sobe nesta posição vai girando o empurrador de 90º para obter um picado medio sem dar cortes no fruto. (ver vídeo no site)

· Placa de 3.5 mm para palitos e cubos finos.

Encaixa a placa de 3.5 mm como a placa de rodelas, na posição mais fundo vai obter os mesmos cortes que a V3. Empurra a placa para frente, ela sobe nesta posição vai girando o empurrador de 90º para obter um picado muito fino sem dar cortes no fruto. (ver vídeo no site)

O cortador V5 é disponível em cor de laranja, vermelho, verde e branco

Todas as lâminas Borner, tem garantia vitalícia contra a oxidação.






A beringela é um dos Frescos Continente em destaque, juntamente com o coelho, a romã e o atum. Ao clicar na imagem terá acesso a diversas informações: valor nutricional, métodos de conservação, receitas e ainda algumas dicas.


3 comentários

  1. Olá Rui.
    Cá em casa, desde que a minha filha mais velha deixou de comer carne, também são mais as refeições com legumes ou peixe (que ela ainda come) do que com carne. Como consumo menos carne, também já reparei que a digestão da mesma parece mais difícil, mais demorada, daí a tal sensação de me sentir mais "pesada". Estes hamburgueres são uma excelente sugestão, obrigada.
    Beijinhos, Paula

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpa, só agora vi o teu comentário, Paula. Acho que sabe tão bem, de vez em quando, cortar nas proteínas de origem animal, por um mundo mais sustentável e saudável. Confesso até que, às vezes, prefiro mesmo os pratos vegetarianos só porque gosto.
      Um beijinho

      Eliminar
  2. Rui, a carne também é coisa que entra pouco cá em casa e quando entra dou preferência às carnes brancas. Já o peixe e os legumes, esses fazem sempre parte da ementa. Mas tal como tu, estou longe de me tornar vegetariano, até porque de longe a longe um bom bife grelhado (fora de casa obviamente) me sabe pela vida.
    Gostei da tua sugestão de hambúrguer de legumes, algo que costumo também fazer noutras versões. :)
    Um abraço.

    ResponderEliminar

Contact

INSTAGRAM FEED

© Faz e Come
Design by The Basic Page