Waffles de cenoura e especiarias

DSC_0028.JPG
Crocantes por fora, fofas, húmidas e aromáticas por dentro, assim são as minhs waffles preferidas para pequenos almoços rápidos e deliciosos.

Era uma vez uma abóbora...

DSC_0350.JPG


Não sou muito de sopas, confesso!


Mas quando me batem à porta os fresquíssimos e deliciosos produtos hortícolas da Flores da Aldeia, a coisa muda de figura...


Um creme, simples e reconfortante para as noites frias da estação. Acompanhem com feijão verde cozido ou sejam mais atrevidos e experimentem, enquanto a sopa cozinha, assar uma beterraba no forno, simplesmente cortada em cubos, temperada com um pouco de sal e um fio de azeite ou ainda mais simples: crua, ralada fina, que dará um toque crocante...


 


Ingredientes:


1 abóbora com cerca de 800 gramas


1/2 dl de azeite


2 dentes de alho


50 gramas de manteiga


Sal e pimenta moída na hora q.b


 


Preparação:


Descasque, retire as sementes e lave a abóbora.


Corte-a em pedaços para uma panela.


Adicione os alhos cortados em rodelas.


Regue com o azeite, tempere com um pouco de sal e leve ao lume.


Deixe refogar, em fogo médio e mexendo de vez em quando, durante cerca de 5 minutos.


Cubra com água e deixe ferver durante 20 minutos.


Triture com a varinha mágica e adicione a manteiga, mexendo lentamente até esta derreter.


Retifique os temperos e sirva este delicioso creme com um pouco de feijão verde cozido.


DSC_0338.JPG


DSC_0339.JPG


DSC_0340.JPG


DSC_0341.JPG


DSC_0343.JPG


DSC_0345.JPG


DSC_0346.JPG


DSC_0349.JPG


DSC_0350.JPG


DSC_0351.JPG


DSC_0352.JPG


DSC_0353.JPG


DSC_0356.JPG


DSC_0361.JPG


 

Compota de marmelos com pêra e vinho do Porto

DSC_0392.JPG


 Primeiro dia de outono, primeiro dia de compotas da estação...


Um dos maiores privilégios de viver no campo, além do sossego, é o poder ter uma horta e árvores de fruto; frutos que, devido à sazonabilidade, nem sempre conseguimos consumir na sua totalidade e acreditem, nada me dá mais pena do que ver como os frutos caem e aprodecem, sem que haja tempo para os consumir. Mesmo assim, cá em casa costumamos aproveitar alguns para conservar, quer seja em calda, em doces ou compotas, como é o caso das pêras.


E porque não juntar dois frutos que são muito adversos? O marmelo, duro e ácido com a pêra, sumarenta, de polpa mole e adocicada; mas não nos ficámos por aqui, decidimos ainda adicionar um sabor extra, muito nosso: o vinho do Porto.


 


Ingredientes:


400 gramas de marmelos lavados e sem caroço


400 gramas de pêras lavadas, sem caroços


700 gramas de açúcar


50 ml de vinho do Porto (usem um bom)


1/2 limão (sumo)


 


Preparação:


Corte os marmelos e as peras em pedaços com cerca de 2/3 cm. Coloque os frutos num tacho, adicione o sumo de limão, o vinho do Porto e o açúcar, misture bem  e deixe repousar durante cerca de meia hora.


Leve a fogo médio,durante 45 a 60 minutos, mexendo de vez em quando.


Triture com a varinha mágica. Se ainda não tiver atingido o ponto/textura desejados, leve novamente ao lume, sem parar de mexer.


Distribua a compota por frascos previamente esterilizados, deixando um espaço de apenas 2 a 3 mm do bordo. Tape e vire os frascos com a tampa para baixo, até arrefecer completamente.


 


Preparação na Bimby/Thermomix:


Corte os marmelos e as peras em pedaços com cerca de 2/3 cm.


Adicione o sumo de limão, o vinho do Porto e o açúcar.


Programe 30 Seg na Vel 9.


Programe 35 Min a 120º na Vel 2.


Programe 20 Seg na Vel 5 e vá aumentando progressivamente até à Vel 7.


Distribua a compota por frascos previamente esterilizados, deixando um espaço de apenas 2 a 3 mm do bordo. Tape e vire os frascos com a tampa para baixo, até arrefecer completamente.


DSC_0380.JPG


DSC_0382.JPG


DSC_0383.JPG


DSC_0385.JPG


DSC_0386.JPG


DSC_0387.JPG


 


 

Tarte de marmelos

DSC_0379.JPG


Últimos dias de verão, fim das férias, um cesto cheio de marmelos e uma vontade enorme de acabar com o descanso do forno :)


Além da tão tradicional marmelada, gosto de usar marmelos para outras confeções, nomeadamente para acompanhar pratos de carne sejam cozidos ou assados no forno, mas também para outras sobremesas, como podem ver... sendo um fruto ácido e de sabor muito singular, hoje foi assim, só mesmo com um pouco de açúcar e limão. Cá em casa ninguém lhe conseguiu resistir!


 


Ingredientes para a massa:


250 gramas de farinha


100 gramas de margarina (uso Vaqueiro)


50 ml de água bem fria


1 colher de café de sal fino


 


Para o recheio:


3 marmelos médios


150 gramas de açúcar amarelo


1 limão (sumo)


1 gema de ovo


 


Preparação:


Coloque a farinha num recipiente. Adicione o sal e a margarina, cortada em cubos.


Trabalhe com as pontas dos dedos até obter uma mistura esfarelada. Adicione a água e amasse até obter uma massa moldável, que se despegue das mãos e dos recipientes.


Embrulhe com película aderente e leve ao frio enquanto trata do recheio:


Ligue o forno nos 180º.


Lave e descasque os marmelos.


Corte-os ao meio, retire os caroços e corte-os em meias-luas (ajudei-me do cortador de legumes Borner) com cerca de 3 mm de espessura (cerca de 450 gramas).


Regue com o sumo do limão e adicione o açúcar amarelo. Envolva tudo cuidadosamente com as mãos.


Polvilhe uma bancada com farinha e estenda a massa reservada.


Forre com a massa uma forma antiaderente com 20 cm de diâmetro. Recorte os excessos dos bordos.


Coloque o preparado dos marmelos na forma forrada e acomode-os, com as mãos.


Estenda a massa sobrante, corte tiras e decore, fazendo um efeito de rede, como mostro nas fotos.


Preparação da rede de massa.jpeg


 Dilua a gema de ovo com um pouco de água e pincele a tarte.


Leve ao forno durante 35 a 40 minutos.


Deixe arrefecer completamente antes de cortar, para que os sucos do marmelo assentem.


 


Dica: Para dar um aspeto mais guloso, depois de fria polvilhe a tarte com um pouco de açúcar em pó. Gosto deste tipo de tartes com a fruta ligeiramente crocante; s enão partilhar o meu gosto, antes de colocar o marmelo na forma, leve ao microondas por 2 a 3 minutos.


 


Preparação da massa na Bimby/Thermomix:


Coloque todos os ingredientes no copo. Programe 15 Seg na Vel 6.


Embrulhe com película aderente e leve ao frio


DSC_0364.JPG


DSC_0366.JPG


DSC_0369.JPG


DSC_0373.JPG


DSC_0376.JPG


DSC_0377.JPG


DSC_0378.JPG


DSC_0379.JPG


 

Trança com frutos

DSC_0304.JPG


Quando não trabalho ao fim de semana e chove lá fora, só me apetece ligar o forno e a verdade é que ninguém cá em casa consegue resistir quando dele sai aquele cheirinho a pão acabado de cozer. Esta é a minha versão da trança de frutos, que podem substituir por nozes ou sultanas, se preferirem.


Uma coisa é certa, não há dinheiro que pague uma fatia desta trança ainda morna barrada com uma boa manteiga. Experimentem e contem-me quem conseguir!


 


 


Ingredientes para duas tranças grandes:


1 kg de farinha tipo 65 sem fermento mais alguma para polvilhar


500 ml de leite morno


1 colher de sobremesa de sal fino


80 gramas de açúcar


100 gramas de manteiga a temperatura ambiente


50 gramas de fermento fresco de padeiro


3 ovos


500 gramas de frutos cristalizados cortados em cubos


Açúcar em pó para polvilhar


1 gema para pincelar


 


Preparação:


Coloque a farinha num recipiente grande. Abra uma cova no centro e coloque todos os restantes ingredientes.


Com os dedos e fazendo movimentos circulares, vá arrastando para o centro a farinha, misturando-a com os restantes ingredientes.


Amasse até obter uma massa elástica que se descole ddo fundo e paredes do recipiente. Tente não adicionar muita farinha.


Forme uma bola e polvilhe ligeiramente com farinha. Tape com película aderente e deixe repousar até dobrar de volume, num local tépido e afastado de correntes de ar.


Assim que a massa tiver levedado volte a amassá-la para retirar parte do gás e transfira-a para uma bancada polvilhada com farinha.


Com a ajuda de um rolo de cozinha, estenda um rectângulo com cerca de 1 cm de espessura.


Espalhe os frutos em cima da massa e enrole, apertando até obter um cilindo compacto.


Ligue agora o forno nos 180º.


Divida a massa em duas partes iguais.


Ajudando-se d euma faca, corte cada cilindo ao meio, na longitudinal, mas sem que a faca contacte com a bancada, para as metades não se soltarem.


Dobre cada cilindo de massa ao meio e forme uma trança/cordão, sendo que a parte cortada deverá ser visível, ficando na maior parte para cima.


Coloque cada trança num tabuleiro forrado com papel vegetal. Adicione uma colher de sopa de água à gema e pincele as tranças.


Leve ao forno durante 25 a 30 minutos, até terem uma cor dourada e estarem cozidas.


Deixe arrefecer e polvilhe com um pouco de açúcar em pó.


 


Dica: Para dar um brilho extra a este tipo de pães doces gosto de os pincelar, ainda quentes, com um pouco de geleia neutra ou doce de alperce.


DSC_0287.JPG


DSC_0289.JPG


DSC_0290.JPG


DSC_0291.JPG


DSC_0293.JPG


DSC_0294.JPG


DSC_0296.JPG


DSC_0297.JPG


DSC_0299.JPG


DSC_0300.JPG


DSC_0302.JPG


DSC_0305.JPG


DSC_0306.JPG


DSC_0308.JPG


 

Bolo de limão com sementes de papoila

DSC_0258.JPG


Um bolinho fresco, fofo e muito aromático, assim resultou esta minha experiência com limão e sementes de papoila.


Para o recheio e cobertura utilizei buttercream de merengue suiço, à qual adicionei uma gota de corante amarelo em gel e podem aceder à receita clicando AQUI.


Se quiserem um sabor a limão ainda mais vincado, façam como eu e, quando a cobertura estiver pronta, adicionem uma colher de sopa de Lemon curd (receitinha AQUI)


 


 


Ingredientes para o bolo:


4 ovos


200 gramas de margarina


200 gramas de açúcar


200 gramas de farinha


1 colher de chá de fermento em pó


1 colher de sopa de sementes de papoila


1 limão (raspa da casca)


 


Preparação:


Ligue o forno nos 170º.


Unte duas formas com 15 centímetros de diâmetro com manteiga e polvilhe-as com farinha.


Bata a margarina com o açúcar até obter um creme fofo, esbranquiçado.


Sem parar de bater adicione os ovos, um de cada vez, batendo bem entre cada adição. Se a massa ficar com um aspeto "desagregado" não se preocupe.


Peneire a farinha juntamente com o fermento e adicione-a à massa, misturando manualmente com uma colher de pau.


Adicione a raspa da casca do limão e as sementes de papoila e misture, sem bater demasiado.


Distribua a massa pelas duas formas e leve ao forno durante 30 a 40 minutos. Faça o teste do palito.


Deixe arrefecer durante 10 minutos.


Desenforme os bolos para cima de uma grelha até arrefecerem completamente. Depois, corte os topos dos dois bolos e corte cada um pela metade, obtendo assim quatro camadas de bolo.


Coloque uma base de bolo no prato de serviço e cubra com algum creme. Repita o mesmo processo para todas as camadas e, no fim, barre todo o bolo, alise e decore a gosto.


 


DSC_0260.JPG


 


DSC_0263.JPG


DSC_0264.JPG


DSC_0265.JPG


DSC_0268.JPG