Cerejas em geleia

DSC_0451.jpg


 A cereja é um dos frutos sazonais que mais me seduzem. Grande, duro e ligeiramente ácido, este fruto traz sempre inspiração cá em casa. Apesar de termos várias cerejeiras no quintal, este ano não houve grande tempo para as colher. Por isso, agora que já estão a um preço mais acessível, é tempo para comprar e transformá-las.


Adoro doce de cerejas mas, a minha forma preferida para as conservar é em geleia, pois conservo os frutos inteiros, que podem mais tarde ser utilizados para rechear e decorar bolos e pavlovas, mas aproveita-se também a geleia, que é excelente para aromatizar mousses ou dar suculência a bolos um pouco mais secos.


 


Ingredientes:


1,5 kg de cerejas bem maduras


1 kg de açúcar


1 colher de sopa de vinagre


1 copo de água (cerca de 200 ml)


 


Preparação:


Lave as cerejas e retire-lhes o caroço. Se não tiver o utensílio adequado, pode sempre cortá-las ao meio com uma faca.


Coloque-as numa panela, juntamente com o açúcar, a água e o vinagre e deixe macerar durante, pelo menos, meia hora.


Leve ao lume, mexendo de vez em quando, durante cerca de 45 minutos ou até que, ao levantar a colher, o "suco" escorra, em forma de gel.


Tenha em atenção não deixar apurar demasiado, pensado que está muito líquido, pois ao arrefecer ganha um pouco mais de consistência.


Distribua por frascos previamente esterilizados. Tape e volte-os de boca para baixo e deixe assim até que arrefeçam completamente, para criar vácuo.


DSC_0447.jpg


DSC_0448.jpgDSC_0454.jpg


 


DSC_0463.jpg


 

Bolo de banana com cobertura de queijo creme

DSC_0441.jpg


Porque não só de bolos sumptuosos se vive e de tanto ouvir falar no "banana bread", hoje decidi dar uso a duas bananas bem maduras que me sorriram desde a fruteira.


A receita tem por base a minha receita do Bolo de cenoura. Além de substituir a cenoura ralada por bananas esmagadas, fiz apenas algumas ligeiras alterações.


O resultado é um bolo muito rico em aroma, com uma textura agradável e super saboroso. Faz-se muito rápido e não precisam de batedeira nem de ingredientes estranhos e é excelente, tanto para comer ao pequeno almoço, como sobremesa.


A cobertura de queijo confere-lhe um toque salgado que contrasta a doçura da banana e aporta ainda mais riqueza.


 


Ingredientes:


3 ovos


150 gramas de açúcar amarelo


200 gramas de farinha com fermento


1,5 colher de chá de bicarbonato de sódio


1 colher de chá de canela


2 bananas médias (cerca de 200 gramas)


100 gramas de Vaqueilo líquida (creme culinário)


 


Para a cobertura:


200 gramas de Queijo fresco para barrar


100 gramas de manteiga a temperatura ambiente


200 gramas de açúcar em pó


 


Preparação:


Unte uma forma com 18 cms de diâmetro com manteiga e polvilhe-a com farinha. Reserve. Aproveite para ligar o forno nos 175 graus.


Peneire a farinha, a canela e o bicarbonato para um recipiente.


Adicione o açúcar e misture bem.


Faça uma cavidade no centro e adicione a Vaqueiro líquida e os ovos, ligeiramente batidos com um garfo.


Esmague as bananas e adicione-as também. Misture bem com um garfo e, depois, com uma colher de pau.


Verta o preparado na forma e cozinhe durante cerca de 40 minutos. Faça o teste do palito.


Retire do forno e deixe arrefecer um pouco antes de desenformar.


Deixe arrefecer completamente em cima de uma rede.


 


Preparação da cobertura:


Coloque o queijo  num recipiente e bata-o com uma colher de pau. Adicione o açúcar em pó e misture bem. Adicione a manteiga, cortada em pedaços e bata até obter um creme homogéneo.


Quando o bolo tiver arrefecido completamente, barre-o com o creme.


DSC_0415.jpg


 


DSC_0434.jpg


 

Pavlova de cacau em camadas com cerejas e pistachos

DSC_0348.jpg
Eu, as pavlovas e esta minha obsessão (saudável) de que me saiam perfeitas e de ir experimentando algumas alterações na base e no recheio. A de hoje é inspirada na da Nigella. Segui o seu conselho e utilizei vinagre balsâmico, mas optei por cacau em pó em vez de chocolate...

Bolo de aniversário

DSC_0335.jpg


 


Ontem fiz um bolinho para celebrar um aniversário, uns dias atrasado...


Como a aniversariante é gulosa ao quadrado por chocolate, acabei por fazer a minha receita preferida de chocolate, fica sempre húmido e doce quanto baste!


 


Para este bolo, irão precisar de:


1 Bolo de chocolate,(carregue no link para aceder à receita)


1/2 receita do creme de manteiga que podem encontrar Neste Post


1 chávena de mirtilos


 


Preparação:


Preparem o bolo e o recheio conforme indicado nos links acima.


Quando o bolo estiver frio, corte-o em três camadas.


Coloque a primeira camada no prato, barre com creme de manteiga e salpique com alguns mirtilos.


Repita o procedimento e, no final, barre todo o bolo e alise com a ajuda de uma espátula.


Decore com os restantes mirtilos e algumas flores.


 


Depois, é só apagar as velas (se tiver) :D

Cupcakes de mirtilos

DSC_0331.jpg


Esta semana fiz a minha primeira encomenda do ano à Bio Produtores. É uma pequena produção de mirtilos localizada em Valença. Basta ligar e combinar o local de entrega que, à hora, lá estão com os mirtilos recém colhidos à nossa espera. 


Quando tenho tempo da parte da manhã, vou diretamente à exploração. Dá gosto ver  ( e comer) mirtilos deste tamanho e tão docinhos!


 


Ingredientes:


100 gramas de Vaqueiro Sabor a manteiga


150 gramas de açúcar amarelo


3 ovos


150 gramas de farinha com fermento


1 chávena de mirtilos mais alguns para decorar


 


Para a cobertura:


250 gramas de manteiga a temperatura ambiente


500 gramas de açúcar em pó


2 colheres de sopa de leite gordo


 


Preparação:


Préaqueça o forno nos 175º.


Bata a manteiga com o açúcar até obter um creme.


Adicione os ovos, um de cada vez, sem parar de bater.


Reduza a velocidade da batedeira e adicione a farinha, até estar completamente integrada na massa.


Adicione os mirtilos e envolva com a ajuda de uma espátula.


Distribua a massa por 12 formas de queque forradas com caixinhas de papel e leve ao forno durante cerca de 20 minutos.


Desenforme e deixe arrefecer em cima de uma grelha.


 


Preparação da cobertura:


Bata a manteiga (é importante que esteja a temperatura ambiente), até ficar em creme.


Peneire o açúcar em pó e adicione metade à manteiga. Bata até estar dissolvido e, então, adicione o restante.


Bata mais um pouco.


Adicione o leite, uma colher de cada vez e bata mais um pouco até o creme ficar bem fofo e branco.


 


Montagem:


Coloque o creme num saco pasteleiro e cubra os cupcakes.


Decore com os mirtilos restantes e algumas folhas de menta.


DSC_0324.jpg


 


DSC_0327.jpg


 

Trufas de chocolate amargo e coco


DSC_0307.jpg
"Chocolate ao poder!" poderia adequar-se como slogan para esta receita. 50% da receita é constituída por cocolate negro a 74%.
Mesmo não sendo muito "chocolateiro", confesso que a textura destas trufas é algo extraordinário, parecem veludo quando damos uma trica....
Nesta receita celebra-se o equilíbrio do amargo e do doce.

Tarte de limão e chocolate

DSC_0280.jpg


Sempre que posso, invisto parte do meu salário em livros. Na última remessa adquiri um exclusivamente de receitas de chocolate... sim sim, CHOCOLATE! Eu, que até nems ou muito chocolateiro... mas onde estiver uma sobremesa com cacau, esqueçam as outras! Uma das que mais me "saltaram" à vista foi a "Tarte ao citron com um toque de chocolate", da Joanne Harris.


Confesso que fiz algumas pequenas alterações, entre as quais a massa, pois a original era uma massa areada simples.


Trata-se de uma receita que, apesar de ser preparada em 3 fases, não demora assim tanto tempo a fazer e o resultado vale mesmo a pena!


 


Ingredientes


Para a massa:


150 gramas de farinha


75 gramas de manteiga fria, cortada em cubinhos


2 colheres de sopa de açúcar


2 colheres de sopa de cacau magro em pó


1 ovo


 


Para  recheio de limão:


2 ovos


75 gramas de açúcar


Raspa e sumo  de 1 limão


175 ml de natas


 


Para o chocolate:


75 gramas de chocolate negro


100 ml de natas


 


Preparação da massa:


Coloque a farinha, a manteiga e o açúcar num recipiente e misture bem com as pontas dos dedos até obter uma mistura granulada.


Adicione o cacau  e o ovo, ligeiramente batido, e amasse até obter uma mistura homogénea. Forme uma bola, envolva-a em película aderente e leve ao frio durante meia hora para ficar firme.


Polvilhe uma superfície limpa com farinha e estenda a massa até ter o tamanho suficiente para cobrir uma forma de tarte com cerca de 22 cm de diâmetro. Pode tornar esta tarefa mais fácil, estendendo a massa entre duas folhas de papel vegetal.


Forre a forma de tarte e recorte os excessos. Pique o fundo com um garfo. Coloque por cima da massa uma folha de papel vegetal e encha com feijão ou grão e bico.


Leve a forno pré-aquecido nos 190º durante 30 minutos. Retire o feijão/grão e o papel vegetal, reduza a temperatura do forno para os 150º e cozinhe por mais 10 minutos.


 


Preparação do recheio:


Bata os ovos juntamente como açúcar, 175 ml de natas, o sumo e a raspa do limão até obter um creme homogéneo.


Num recipiente à parte, coloque o chocolate partido em pedaços e as restantes natas e leve ao micro-ondas até derreter. Misture bem.


 


Montagem:


Verta o creme de limão na forma.


Cuidadosamente, verta em fio o chocolate, fazendo movimentos circulares. Crie alguns enfeites utilizando um palito ou uma faca afiada.


Leve novamente ao forno a 150º durante 30 a 40 minutos.


DSC_0278.jpg


 

Bolo de arandos e amêndoa

DSC_0264.jpg


Arandos, quem conhece?


Na minha última visita ao supermercado acabei por trazer para casa, pela primeira vez, arandos secos. Estas pequenas bagas vermelhas, tão faladas pelas suas propriedades anti-oxidantes, são mesmo saborosas e funcionam perfeitamente como snack entre as refeições principais mas se, como eu, forem  gulosos, podem sempre experimentar introduzi-las num bolo ;)


 


Ingredientes:


150 gramas de arandos desidratados


75 gramas de manteiga a temperatura ambiente


175 gramas de açúcar


4 ovos


150 gramas de farinha para bolos com fermento


50 gramas de amendoa em palitos ou laminada


Açúcar em pó q.b


 


Preparação:


Ligue o forno nos 175º.


Coloque os arandos num recipiente. Cubra-os com água e leve ao micro-ondas durante 1 minuto; Deixe repousar durante 5 minutos. Escorra e reserve.


Noutro recipiente, bata a manteiga juntamente com o açúcar até obter um creme.


Separe as claras das gemas e adicione as gemas ao creme de manteiga, batendo até ficar fofo.


Adicione os arandos escorridos e misture bem.


Separadamente, bata as claras em castelo e envolva-as, cuidadosamente, na mistura anterior.


Peneire a farinha e adicione-a aos restantes ingredientes, com movimentos cuidadosos.


Verta o preparado num tabuleiro com 20 cm de lado, previamente untado com manteiga e forrado com papel vegetal; polvilhe com a amêndoa e leve ao forno durante 30 a 40 minutos. Faça o teste do palito.


Deixe arrefecer um pouco, desenforme e polvilhe com açúcar em pó.


Sirva este bolo cortado em quadrados.


DSC_0272.jpg


 

Frango com ervilhas

frango com ervilhas.JPG
Este é um daqueles pratos económicos e saborosos que me faz recordar as refeições quando era criança, numa mesa rodeada de gente.
Experimentem e contem-me se conseguiram resistir a passar um bom pedaço de pão no molho.

Pudim de pão e frutos do bosque

DSC_0230.jpg


Nunca se perguntaram o que fazer quando vos sobra imenso pão, já cortado ou mesmo aparas de pão de forma que não dão para servir novamente? Sim, podem deixar secar e triturar para obter pão ralado. Podem também fazer rabanadas, mas o meu método preferido para reaproveitar  pão é sob a forma de pudim.


Com frutos vermelhos então nem vos conto!


Tenho a certeza que não voltarão a deitar pão no lixo ;)


 


Ingredientes:


300 gramas de pão duro


4 ovos grandes


200 gramas de açúcar


1 litro de leite


1 limão (casca)


300 gramas de frutos do bosque frescos ou congelados (groselhas, mirtilos, amoras, framboesas)


Caramelo q.b


 


Preparação:


Desfaça o pão em pequenos  pedaços para um recipiente grande. Adicione o açúcar e misture.


Ferva o leite juntamente a casca do limão.


Assim que ferver, retire a casca de limão e verta o leite por cima do pão. Misture um pouco com uma colher de pau. Se não gostar de encontrar pequenos pedaços de pão, triture com a varinha mágica.


Quando a mistura de pão estiver morna, adicione os frutos vermelhos seguidos dos ovos, ligeiramente batidos. Misture bem.


Barre uma forma grande para pudim com caramelo e encha-a com o preparado anterior.


Tape e leve a cozer em banho-maria durante hora e meia num tacho, ou no forno a 170º.


Deixe arrefecer completamente no frigorífico antes de desenformar. O ideal é fazer no dia anterior.


Decore com os frutos sobrantes.


DSC_0236.jpg


DSC_0247.jpg


 

Pavlova florida

DSC_0199.jpg


Esta é uma semana de trabalho, muito trabalho... mas sempre com um tempinho extra para não perder os costumes :)


Aproveitei no início da semana, ainda tranquilito para visitar as Flores da Aldeia e, agora que os vegetais e flores estão no auge, é impossível não reparar neles!! Havia tantas flores bonitas a tentarem-me seduzir que acabei por trazer comigo algumas das variedades que são aptas para consumo.


Sim, experimentem oferecer um bolo decorado com flores e digam aos vossos amigos para comerem tudo tudo, que nem precisam de colocar as flores na beira do prato!


Cultivadas sem a adição de adubos ou pesticidas químicos, estas são algumas das flores que escolhi para decorar mais uma pavlova. Digam lá se não parece uma pintura!


Se não tiverem uma Flores da Aldeia por perto, comprem as sementes e cultivem-nas em pequenos vasos ou canteiros.


E já sabem, esta é uma forma diferente de oferecer flores ;)


 


Imagens retiradas da net


 


Cosmos:



 


 


 


 


 


 


Nigella:



Capuchinhas:



Borragem:



 


Ingredientes para a base:


4 claras de ovo a temperatura ambiente


200 gramas de açúcar


1 colher de chá de vinagre


2 colheres de chá de Maizena


 


Para a cobertura:


300 ml de natas para bater


50 gramas de açúcar


flores comestíveis q.b


1 chávena de groselhas


 

Preparação da base:

Comece por pré-aquecer o forno  a 150º.

Com a ajuda de um prato ou forma, desenhe um círculo com cerca de 24 cm numa folha de papel vegetal em cima do tabuleiro que utilizará para ir ao forno. Dê a volta ao papel e reserve.

Bata as claras em castelo. Quando começarem a formar picos, adicione o açúcar, gradualmente e sem parar de bater. Adicione o vinagre e bata mais um pouco.

Adicione a maizena e envolva com uma espátula.

Coloque o preparado em cima do círculo desenhado no papel vegetal, espalhando com uma colher.

Coloque no forno e reduza a temperatura para 130º. Cozinhe durante cerca de uma hora a hora e meia, evitando abrir o forno. Desligue o forno e deixe arrefecer completamente lá dentro.

 

Preparação da cobertura:

Bata as natas até começarem a ficar firmes. Adicione o açúcar e bata mais um pouco.

 

Montagem:

Com a pavlova completamente fria, coloque as natas batidas no topo e espalhe um pouco.

Decore com as flores comestíveis e algumas groselhas.


DSC_0200.jpg




DSC_0215.jpg