Ovos com favas e espargos

espargos 1.jpeg
Ontem fiz uma visita às Flores da Aldeia e estavam lá umas favas tão mas tão verdes e tenras que não resisti e trouxe-as comigo. Depois de remover a casca e a película, quase não precisam de ser cozinhadas, sabem bem assim. Mas se tiverem uns ovinhos caseiros e uns espargos verdes....
Experimentem, faz-se num instante e o resultado final é tão..... Até me faltam as palavras :D

Ingredientes:
1 molho de espargos selvagens
1 chávena de chá de favas tenras, sem casca e sem película
50 gramas de manteiga
4 ovos
1 dente de alho laminado
2 colheres de sopa de nata líquida
Sal e pimenta q.b

Preparação:
Arranje os espargos, partindo a extremidade mais grossa com as mãos. 
Coloque um tacho ao lume com água e sal. Assim que ferver, coloque os espargos, deixe ferver por 2 a 3 minutos, escorra e passe-os por água gelada (este processo impedirá que cozinhem demasiado e fará com que mantenham o seu verde intenso). Reserve.
Numa frigideira, coloque a manteiga e leve a fogo médio até derreter. Adicione os alhos, as favas e os espargos, cortados em pedaços com cerca de 2 a 3 centímetros. 
Numa tigela e ajudando-se de um garfo, bata os ovos juntamente com as natas. Verta este preparado na frigideira, tempere com sal e pimenta moída no momento e mexa com uma espátula. Deixe cozinhar até os ovos começarem a coagular. O tempo de cozedura depende do gosto de cada um, se prefere os ovos mais ou menos cozidos.

espargos 3.jpeg



espargos 2.jpeg

Tarte amandine de pêras

DSC_0054.jpg


De origem francesa, este recheio é muito versátil e fica bem com qualquer fruta.


 


Ingredientes


Para a massa:


200 gramas de farinha


100 gramas de açúcar


75 gramas de manteiga cortada em cubos


1 ovo


 


Para o recheio:


100 gramas de manteiga


100 gramas de açúcar


100 gramas de amêndoa moída


2 ovos grandes


4 pêras


1 pau de canela


 


Preparação:


Descasque as pêras e leve-as a cozer, inteiras, em água com um pau de canela, durante cerca de 8 minutos. Escorra e deixe arrefecer.


Para a massa, misture a farinha com o açúcar e a manteiga. Trabalhe com as pontas dos dedos até obter uma mistura granulada. Adicione o ovo e amasse até obter uma massa homogénea. Faça uma bola, envolva em película aderente e leve ao frio enquanto trata do recheio.


Numa taça, coloque a manteiga e bata até ficar em creme. Adicione o açúcar e bata mais um pouco até ficar bem homogenizado. Adicione os ovos, um de cada vez, sem parar de bater até obter um creme fofo.


Adicione a amêndoa moída e misture bem.


Com a ajuda de um rolo, estenda a massa e forre com ela uma forma de tarte. Pique o fundo com um garfo e verta nela o preparado da amêndoa.


Corte as pêras em metades, faça uns pequenos cortes decorativos e coloque-as sobre o creme, preenchendo a base da tarte.


Leve a forno pré-aquecido a 175º durante cerca de 45 minutos, até ficar dourado e a massa crocante.


 


Preparação na Bimby:


Coloque no copo 200 gramas de farinha juntamente com 100 gramas de açúcar e 75 gramas de manteiga. Triture 10 Seg na Vel 6.


Adicione o ovo e programe mais 5 Seg na Vel 6.


Faça uma bola, envolva em película aderente e leve ao frio enquanto trata do recheio.


 Coloque no copo a manteiga e bata 15 Seg na Vel 3,5.


Adicione o açúcar e bata mais 10 Seg.


Baixe a mistura que ficou agarrada às paredes do copo e programe mais 30 Seg na Vel 3,5. Pelo bocal, adicione os ovos, um de cada vez. Adicione a amêndoa moída e programe 5 Seg na Vel 3.


Com a ajuda de um rolo, estenda a massa e forre com ela uma forma de tarte. Pique o fundo com um garfo e verta nela o preparado da amêndoa.


Corte as pêras em metades, faça uns pequenos cortes decorativos e coloque-as sobre o creme, preenchendo a base da tarte.


Leve a forno pré-aquecido a 175º durante cerca de 45 minutos, até ficar dourado e a massa crocante.


 


Dicas: Para um recheio com mais sabor a amêndoa, adicione 1 colher de sopa de licor de amêndoa amarga ou uma colher de café de essência de amêndoa ao recheio.

Pãezinhos de nozes

DSC_0147.jpg


Porque estes dias tristes e chuvosos me trazem nostalgia dos tempos de infância em que o melhor lanche era um pouco de pão ainda quente com manteiga, hoje trago-vos estes pequenos pães, fofos mas pesados ao mesmo tempo e, sobretudo, cheios de sabor.


Experimentem comê-los, ainda mornos, com um pouco de manteiga...


 


Ingredientes:


325 ml de água


1 colher de sopa de açúcar


1 colher de chá de sal


45 gramas de fermento de padeiro fresco


550 gramas de farinha tipo 65


100 gramas de miolo de noz


 


Preparação:


Aqueça ligeiramente a água, até esta ficar morna. Adicione-lhe o fermento e o açúcar e mexa para dissolver.


Coloque a farinha num recipiente, abra uma cova no centro e coloque nela o fermento diluído, e o sal.


Amasse com as mãos até se despegar das paredes do recipiente.


Transfira a massa para uma bancada polvilhada com farinha e trabalhe-a durante mais um pouco.


Com as mãos enfarinhadas, forme uma bola com a massa e coloque-a num recipiente polvilhado com farinha. Tape com um pano e deixe repousar durante cerca de hora e meia, até dobrar o volume.


Amasse ligeiramente e estique a massa com as palmas das mãos, numa mesa polvilhada com farinha.


Reserve uma colher de sopa do miolo de noz triturado e espalhe a restante na massa.


Enrole, amasse mais um pouco e divida a massa em 10 porções.


Forme pequenas bolas e coloque-as num tabuleiro polvilhado com farinha.


Pincele os pãezinhos com um pouco de água e salpique-os com o miolo de noz reservado e um pouco de farinha. Faça um pequeno corte em forma de cruz no centro e deixe repousar durante mais 20 minutos.


Cozinhe em forno pré-aquecido a 200º durante 25 a 30 minutos.


 


Preparação na Bimby:


Pulverize as nozes na Vel. 5 durante 5 Seg. Reserve.


Coloque no copo a água juntamente com o açúcar e o fermento. Programe 2 Min na Vel 2, a 37º.


Adicione a farinha e o sal e amasse na função Espiga durante 2 Min.


Com as mãos enfarinhadas, forme uma bola com a massa e coloque-a num recipiente polvilhado com farinha. Tape com um pano e deixe repousar durante cerca de hora e meia, até dobrar o volume.


Amasse ligeiramente e estique a massa com as palmas das mãos, numa mesa polvilhada com farinha.


Reserve uma colher de sopa do miolo de noz triturado e espalhe a restante na massa.


Enrole, amasse mais um pouco e divida a massa em 10 porções.


Forme pequenas bolas e coloque-as num tabuleiro polvilhado com farinha.


Pincele os pãezinhos com um pouco de água e salpique-os com o miolo de noz reservado e um pouco de farinha. Faça um pequeno corte em forma de cruz no centro e deixe repousar durante mais 20 minutos.


Cozinhe em forno pré-aquecido a 200º durante 25 a 30 minutos.


DSC_0137.jpg


DSC_0139.jpg


 


 

Tarte de Ruibarbo e amoras

 


DSC_0093.jpg


Ingredientes:


1 embalagem de massa folhada estendida retangular


125 gramas de amoras


150 gramas de açúcar amarelo


1 colher de chá de canela


4 talos de ruibarbo


1 gema de ovo


 


Preparação:


Forre uma forma de tarte com a massa folhada. Pique a base com um garfo e reserve.


Para uma taça grande, corte o ruibarbo em pedaços com cerca de 1,5 a 2 cms. Adicione a canela, as amoras e o açúcar e envolva cuidadosamente com as mãos.


Coloque o preparado anterior na forma.


Decore com a massa folhada que sobrou de forrar a forma e pincele com a gema diluida num pouco de água.


Leve a forno pré-aquecido nos 200º durante cerca de meia hora, até ficar bem dourado.


Retire do forno com cuidado para não se queimar com os sucos e deixe arrefecer um pouco antes de servir.


DSC_0088.jpg


DSC_0090.jpg


 

Galette de morangos

DSC_0128.jpg


Se a vida nos dá morangos, fazemos sobremesas pois então!


Esta receita é baseada numa da Emanuel Catalão, do blogue A Nel na Cozinha das Maravilhas  e podem consultar a versão original AQUI. Devo dizer-vos que se faz num instantinho e o resultado está à vista, deliciosa! Obrigado, Nel, pela dica de colocar bolacha para absorver parte dos sucos ;)


 


Ingredientes:


250 gramas de farinha


1 colher de café de sal


75 gramas de açúcar branco


125 gramas de margarina


1 ovo mais 1 clara


100 gramas de bolacha maria


3 colheres de sopa de açúcar amarelo


500 gramas de morangos


1 colher de sopa de amêndoa laminada


1 colher de café de canela


Açúcar em pó q.b para polvilhar


 


Preparação:


Triture as bolachas até ficarem em farinha. Reserve;


Lave, escorra e corte os morangos em metades.


Coloque a farinha juntamente com o açúcar branco e o sal num recipiente. Misture, adicione a margarina cortada em pedaços e amasse com as pontas dos dedos até obter uma mistura esfarelada. Adicione o ovo e amasse mais um pouco até obter uma massa homogénea. Forme uma bola, embrulhe em película aderente e leve ao frigorífico durante meia hora.


Coloque a massa em cima de uma folha de papel vegetal polvilhada com um pouco de farinha e estenda até obter um círculo 5 cms maior do que a forma que irá utilizar (20 a 25 cms).


Transfira a massa, juntamente com o papel vegetal, para a forma e pique com um garfo.


Polvilhe com a bolacha triturada e disponha em cima os morangos.


Polvilhe com duas das colheres de açúcar amarelo, seguido das amêndoas.


Dobre os excessos de massa para o interior, sobrepondo os morangos. Pincele os bordos com a clara de ovo e polvilhe com a canela e o açúcar amarelo restante.


Leve a forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 40 minutos.


 


Preparação na Bimby:


Coloque as bolachas no copo e triture 5 Seg na Vel 7. Reserve.


Coloque no copo a farinha, o sal, o açúcar branco e a margarina.  Programe 15 Seg na Vel.5.


Adicione o ovo inteiro e programe mais 15 Seg na Vel 5.


Forme uma bola, embrulhe em película aderente e leve ao frigorífico durante meia hora.


Coloque a massa em cima de uma folha de papel vegetal polvilhada com um pouco de farinha e estenda até obter um círculo 5 cms maior do que a forma que irá utilizar (20 a 25 cms).


Transfira a massa, juntamente com o papel vegetal, para a forma e pique com um garfo.


Polvilhe com a bolacha triturada e disponha em cima os morangos.


Polvilhe com duas das colheres de açúcar amarelo, seguido das amêndoas.


Dobre os excessos de massa para o interior, sobrepondo os morangos. Pincele os bordos com a clara de ovo e polvilhe com a canela e o açúcar amarelo restante.


Leve a forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 40 minutos.


DSC_0113.jpg


DSC_0112.jpg


 


 

Pãezinhos de beterraba e requeijão

DSC_0101.jpg


Hoje visitei as minhas amigas da Flores da aldeia e, como devem imaginar, não vim de mãos a abanar... Elas tinham à minha espera uns lindos Ruibarbos... mas isso é conversa para amanhã ;) Além dos Ruibarbos, tinham umas beterrabas, não muito grandes mas tão vigorosas!! Aqui aproveita-se tudo, come-se a beterraba, cozida, assada ou mesmo crua em saladas e as folhas vão também para a saladeira, são tão tenrinhas, saborosas e coloridas!!!


Além das beterrabas, tinha ainda uma das novidades lançadas pelos Queijos Saloio.


Como fã que sou de queijo e alho, decidi experimentar o novo Requeijão para barrar com Alho e Ervas, cremoso e fácil de barrar com um aroma a ervas aromáticas e alho. Delicioso!


 


Ingredientes:


280 ml de água morna


25 gramas de fermento fresco de padeiro


1 colher de sopa de açúcar


450 gramas de farinha tipo 65


1 colher de chá de sal


2 beterrabas cozidas


1 requeijão Saloio para barrar alho e ervas


1 colher de sopa de sementes de sésamo


1 gema de ovo


 


Preparação:


Corte as beterrabas em fatias o mais finas que conseguir. Reserve;


Coloque a farinha num recipiente grande. Abra no centro uma cavidade e coloque nela o fermento, a água e o açúcar. Envolva todos os ingredientes com as pontas dos dedos, adicione o sal e amasse bem. Transfira a massa para uma superfície limpa polvilhada com farinha e trabalhe a massa durante cerca de 5 minutos, até se descolar das mãos. Forme uma bola, volte a colocar a massa no recipiente, envolva com película e deixe repousar até atingir o dobro do volume.


Amasse ligeiramente a massa para desgaseíficar.


Com a ajuda de um rolo, estique a massa de forma a obter um retângulo com cerca de 20*40cm.


Barre a massa com o requeijão e disponha por cima as rodelas da beterraba. Enrole, formando um cilindro com camadas de massa e queijo com beterraba. Corte porções com cerca de 5 cms e coloque-as num tabuleiro antiaderente (ou forrado com papel vegetal), ficando com a superfície do corte voltada para cima. Tenha o cuidado de deixar, pelo menos, 5 cms entre cada pãozinho.


Dilua a gema de ovo com uma colher de sopa de água e pincele os pães. Salpique com as sementes de sésamo e deixe repousar durante mais 20 a 30 minutos.


Cozinhe em forno pré-aquecido nos 180º durante 30 a 40 minutos.


 


Preparação  na Bimby:


Coloque a água, o açúcar e o fermento no copo. Programe 2 Min a 37º na Vel 1. Adicione a farinha e o sal e programe 2 Min na Espiga.


Forme uma bola, volte a colocar a massa no recipiente, envolva com película e deixe repousar até atingir o dobro do volume.


Amasse ligeiramente a massa para desgaseíficar.


Com a ajuda de um rolo, estique a massa de forma a obter um retângulo com cerca de 20*40cm.


Barre a massa com o requeijão e disponha por cima as rodelas da beterraba. Enrole, formando um cilindro com camadas de massa e queijo com beterraba. Corte porções com cerca de 5 cms e coloque-as num tabuleiro antiaderente (ou forrado com papel vegetal), ficando com a superfície do corte voltada para cima. Tenha o cuidado de deixar, pelo menos, 5 cms entre cada pãozinho.


Dilua a gema de ovo com uma colher de sopa de água e pincele os pães. Salpique com as sementes de sésamo e deixe repousar durante mais 20 a 30 minutos.


Cozinhe em forno pré-aquecido nos 180º durante 30 a 40 minutos.


DSC_0097.jpg


 

Asinhas de frango no forno

asas 1.jpg


Quem não gosta, de vez em quando, de não ter que sujar talheres para comer? 


Estas asinhas ficam prontas num instante e não requerem grandes ingredientes.


 


Ingredientes:


800 gramas de asas de frango


2 colheres de sopa de açúcar mascavado


1 colher de chá de orégãos secos


2 dentes de alho picados


1 colher de sopa de massa de pimentão


1 colher de sopa de sal grosso


1 limão (sumo)


1 colher de café de molho picante (tipo piri-piri)


75 ml de azeite


 


Preparação:


Lave as asas de frango em água corrente e remova alguma pena que possam conter. Escorra e seque bem com um pouco de papel absorvente.


Coloque todos os ingredientes numa assadeira e massaje as asas para que o tempero adira bem.


Tape com película aderente e reserve no frigorífico durante algumas horas (o ideal é temperar de noite para o almoço do dia seguinte).


Retire a película da assadeira e leve a forno pré-aquecido a 220º durante cerca de 40 minutos. 


 


Dica: Para umas asinhas mais crocantes, escorra o líquido (gordura) da assadeira quando faltarem 10 minutos para finalizar o tempo de confeção.


asas 2.jpg


 

Amor de Maio

O Pomar das Andorinhas, empresa dedicada ao comércio de bolachas e compotas de fabrico artesanal lançou um novo produto para celebrar o dia da Mãe: umas fantásticas bolachinhas com flores comestíveis (Flores da Aldeia), enviadas numa bela caixa de madeira, também de fabrico artesanal, elaborada pelo pai da empresária. E é aqui que eu entro: Com um dos conjuntos criados especialmente para esta celebração em edição limitada, poderão  adquirir também a compota Amor de Maio, cuja receita foi criada por mim. Trata-se de uma compota elaborada com os morangos mais doces, com pedaços de fruta e pequenos amores perfeitos.


 


Este e outros produtos estão disponíveis para encomenda na página do Facebook d'O Pomar das Andorinhas e no site oficial. Façam clic AQUI para serem reencaminhados.



 


Compota Amor de Maio.jpg


 


 


 


Conheça melhor este e outros Produtos Frescos do Continente:



Tarte de lima e queijo Cool

DSC_0055.jpg


 


No outro dia recebi um cabaz de Queijos Saloio. A verdade é que têm excelentes produtos. Destaco o Cool light, um queijo fresco em creme para barrar, baixo em calorias mas muito rico em sabor! Para barrar uma fatia de pão ou, como vos sugiro nesta receita, enriquecer sobremesas, tornando-as mais cremosas e saborosas.


Ingredientes:


2 pacotes de natas para bater (200ml cada) bem friasqueijo cool.png.jpg


400 gramas de bolacha digestiva


100 gramas de Vaqueiro  sabor a manteiga


1/2 lata de leite condensado (aprox. 200 gramas)


1 embalagem de Queijo Cool Light (150 gramas)


2 limas


3 folhas de gelatina


 


Preparação na Bimby:


Coloque as bolachas no copo; Programe 5 Seg na Vel 5.


Adicione a Vaqueiro e selecione 30 Seg na Vel3.


Forre com o preparado anterior uma forma de tarte com fundo amovível. Leve ao congelador enquanto trata do passo seguinte.


Raspe as duas limas e reserve. Esprema o sumo para uma tigela.


Coloque as folhas de gelatina num recipiente com água fria durante cerca de 3 minutos. Escorra e adicione ao sumo das limas.


Leve o sumo juntamente com a gelatina ao microondas durante 5 a 10 segundos, até a gelatina derreter.


Coloque no copo a Borboleta. Adicione as natas e bata na Vel 3 até começarem a ganhar corpo (cerca de 1 a 2 minutos). Sem parar de bater, pelo bocal, adicione o queijo, leite condensado e, seguidamente, o preparado da gelatina e metade da raspa. Bata por mais 10 Seg.


Verta o preparado na forma forrada, alise e salpique com a raspa de lima restante.


Leve ao frigorífico durante, pelo menos, duas horas.


 


Método tradicional:


No robot, triture as bolachas até ficarem numa farinha grossa. Adicione a Vaqueiro e misture bem com uma colher de pau. Forre com este preparado uma forma de tarte com fundo amovível.


Leve ao congelador enquanto trata do passo seguinte.


Raspe as duas limas e reserve. Esprema o sumo para uma tigela.


Coloque as folhas de gelatina num recipiente com água fria durante cerca de 3 minutos. Escorra e adicione ao sumo das limas.


Leve o sumo juntamente com a gelatina ao microondas durante 5 a 10 segundos, até a gelatina derreter.


Coloque as natas na taça da batedeira ou num recipiente grande e bata até começarem a ficar firmes. Adicione o queijo, o leite condensado e, seguidamente,  o preparado da gelatina e metade da raspa. Bata mais um pouco até todos os ingredientes estarem incorporados.


Verta o preparado na forma forrada, alise e salpique com a raspa de lima restante.


Leve ao frigorífico durante, pelo menos, duas horas.


DSC_0054.jpg


 


DSC_0058.jpg


 

Tarte rendada integral de morangos

DSC_0015.jpg
Ontem, de visita à OFAC Decorações, encontrei um acessório que procurava há algum tempo. Trata-se de um rolo texturizador, que faz alguns cortes na massa estendida e que depois produz um efeito rendado. Poderão consultar mais informação sobre o objeto AQUI. A ideia do que queria fazer com ele foi logo imediata. Passei por um pequeno mercado onde tinham uns morangos nacionais, mais caros do que os importados, não muito doces mas tão aromáticos e mais "naturais" do que quaisquer outros... 
O importante é que com ou sem a cobertuda rendada, esta tarte é uma delícia... e se pensam que é muito calórica desenganem-se! Pois ao utilizar farinha integral, açúcar amarelo e substituir a manteiga por margarina conseguimos fazer dela uma receita menos prejudicial.

Ingredientes para a massa:
75 gramas de farinha integral
125 gramas de farinha
50 gramas de açúcar amarelo
100 gramas de Vaqueiro cortada em cubos
50 ml de água fria
1 colher de café de sal


Para o recheio:
500 gramas de morangos
80 gramas de açúcar amarelo
2 colheres de sopa de maizena
1 ovo 

1 colher de sopa de sementes de sésamo

Preparação na Bimby:

Coloque todos os ingredientes da massa no copo e programe 15 seg na Vel 6.
Forme uma bola, envolva e película aderente e reserve no frigorífico até o momento de utilizar.
Lave os morangos, retire os caules e corte-os em quartos para um recipiente. Adicione o açúcar amarelo e a maizena, envolva bem com as mãos e deixe repousar.
Polvilhe uma superfície limpa com farinha e estenda nela cerca de dois terços da massa. Forre com ela uma forma de tarte de 22 cm com fundo amovível e apare os bordos.
Espalhe os morangos na forma e acomode-os com os dedos, de modo a não deixar espaços por ocupar.
Estenda as aparas juntamente com a restante massa e passe o rolo de rendar, em cima de uma folha de papel vegetal. Se não tiver este rolo, corte tiras de massa com cerca de 1 cm de largo e faça um efeito de rede.
Dê a volta ao papel vegetal com a massa diretamente para cima da tarte, de modo a que esta fique em contacto com o recheio. Recorte os excessos.
Pincele com o ovo batido, polvilhe com as sementes de sésamo e leve ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 40 minutos. Deixe arrefecer completamente antes de desenformar.

Método tradicional:
Coloque num recipiente as farinhas, o sal e a Vaqueiro. Amasse com as mãos até obter uma mistura granulosa. Adicione a água e amassa até obter uma massa homogénea.
Forme uma bola, envolva e película aderente e reserve no frigorífico até o momento de utilizar.
Lave os morangos, retire os caules e corte-os em quartos para um recipiente. Adicione o açúcar amarelo e a maizena, envolva bem com as mãos e deixe repousar.
Polvilhe uma superfície limpa com farinha e estenda nela cerca de dois terços da massa. Forre com ela uma forma de tarte de 22 cm com fundo amovível e apare os bordos.
Espalhe os morangos na forma e acomode-os com os dedos, de modo a não deixar espaços por ocupar.
Estenda as aparas juntamente com a restante massa e passe o rolo de rendar, em cima de uma folha de papel vegetal. Se não tiver este rolo, corte tiras de massa com cerca de 1 cm de largo e faça um efeito de rede.
Dê a volta ao papel vegetal com a massa diretamente para cima da tarte, de modo a que esta fique em contacto com o recheio. Recorte os excessos.
Pincele com o ovo batido, polvilhe com as sementes de sésamo e leve ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 40 minutos. Deixe arrefecer completamente antes de desenformar.










DSC_0021.jpg

Raviolis de beterraba com requeijão

DSC_0006.jpg


Ingredientes:


200 gramas de farinha tipo 65 mais alguma para polvilhar


1 ovo


1 beterraba grande


1 molho de acelgas


200 ml de natas vegetais


50 gramas de margarina


170 gramas de Requeijão Natural Saloio


1 colher de sopa de coentros frescos picados


Sal q.b


Queijo em lascas q.b para polvilhar


 


Preparação:


Descasque a beterraba e corte-a em pedaços grandes.


Leve ao lume, num tacho com água e sal durante cerca de 20 minutos, até ficar cozida. Escorra, triture e reserve 100 gramas do puré.


Numa bancada limpa, coloque a farinha.


Abra no centro uma cavidade e coloque nela o ovo ligeiramente batido e o puré de beterraba já frio.


Amasse, inicialmente com as pontas dos dedos, até obter uma massa homogénea. Adicione mais farinha se for necessário. Faça uma bola, embrulhe em película aderente e deixe repousar durante meia hora à temperatura ambiente.


Entretanto, numa tigela, misture o requeijão com os coentros picados, ajudando-se de uma colher. Reserve.


Utilizando a máquina para estender massa ou o rolo, estique a massa até ficar com cerca de 1 mm de espessura. Coloque uma folha de massa e disponha nela pequenas porções do preparado de requeijão. Pincela à volta do recheio com um pouco de água fria e sobreponha outra folha de massa. Faça alguma pressão com os dedos ao redor do recheio e corte, utilizando um cortador próprio ou com um copo na falta deste. Polvilhe com farinha sempre que necessário.


Ferva as acelgas em água temperada com sal durante 3 minutos, reduza-as a puré e adicione as natas.


Coloque um tacho com água ao lume. Tempere com sal e, assim que ferver em cachão, coloque os raviolis, deixando-os cozer por cerca de 45 segundos. Retire  e escorra imediatamente.


Coloque uma frigideira ao lume. Adicione a manteiga e, quando esta estiver derretida, adicione os raviolis, seguidos do puré de acelgas. Deixe apurar um pouco, retifique de sal e emprate, polvilhando com algumas lascas de queijo. Acompanhe com salada de mizuna.


Tekablog.jpg


 


 


 

Queques integrais com aveia

DSC_0503.jpg


Depois dos excessos da Páscoa, nada como uns queques integrais, fofos e saborosos ao pequeno almoço. Troque a farinha convencional por farinha integral e a manteiga por margarina, vai ver que os pequenos não darão pela diferença ;)


 


Ingredientes:


75 gramas de Vaqueiro sabor a manteiga


175 gramas de açúcar amarelo


3 ovos inteiros


175 gramas de farinha de trigo integral


50 gramas de flocos de aveia


1 iogurte grego natural (125 gramas)


1 colher de café de fermento para bolos


 


Preparação:


Misture a farinha com a aveia e o fermento. Reserve;


Bata o açúcar com a Vaqueiro sabor a manteiga até obter um creme homogéneo.


Sem parar de bater, vá adicionando os ovos até que estes estejam bem incorporados.


Adicione metade da mistura das farinhas e mexa bem;


Adicione o iogurte, seguido da restante farinha e mexa até estar tudo bem incorporado.


Distribua o preparado por pequenas formas de queques forradas com caixinhas de papel próprias, ou improvise com papel vegetal.


Cozinhe em forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 20 minutos.


 


Dicas: Acompanhe estes deliciosos queques com iogurte natural e frutos vermelhos frescos.


DSC_0499.jpg


DSC_0505.jpg


 

Toucinho do céu de Murça

DSC_0486.jpg


Quem consegue resistir a este clássico da doçaria portuguesa?


Se for muito guloso, duplique as quantidades e utilize uma forma com 22 cms de diâmetro.


 


Ingredientes:


250 gramas de açúcar


125 ml de água


75 gramas de amêndoa moída


70 gramas de doce de chila


10 gemas


2 colheres de sopa de farinha


Manteiga q.b para untar


Açúcar em pó q.b para polvilhar


 


Preparação:


Unte uma forma redonda lisa de 15 cm com manteiga. Corte um círculo de papel vegetal com o tamano aproximado do fundo da forma e forre-a. Volte a untar generosamente com manteiga e polvilhe com farinha. Distribua uma colher de sopa de farinha no fundo. Reserve e ligue o forno nos 180º.


Num tacho, coloque a água juntamente com o açúcar e leve ao lume até fazer um fio fraco. Adicione o doce de chila, mexa bem e deixe apurar durante mais 3 minutos.


Adicione a amêndoa moída e deixe cozinhar até começar a fazer o ponto de estrada (ao passar a colher de pau no fundo,  o conteúdo do tacho deve separar-se ligeiramente). Retire do fogo e deixe amornar.


Mexa as gemas com um garfo e adicione-as ao preparado anterior. Leve novamente ao lume  sem parar de mexer, até engrossar ligeiramente. Verta o preparado na forma forrada e polvilhe com a restante farinha.


Leve ao forno durante cerca de 20 minuto, até ficar dourado e, ao espetar uma faca, a mesma saia limpa.


Deixe arrefecer um pouco, desenforme e polvilhe com açúcar em pó.


 


Dica: Pode decorar com amêndoas e fios de ovos.


DSC_0494.jpg


DSC_0495.jpg


 

Pão de ló de Ovar

DSC_0467.jpg


Assim como não há Natal sem Bolo Rei, cá em casa também não há Páscoa sem Pão de Ló. Desta fez o tão afamado Pão de Ló de Ovar foi o  protagonista na mesa dos doces. A receita é bem simples e económica. O que não é tarefa fácil será ficar-se só por uma fatia..


 


Ingredientes:


8 gemas


2 ovos inteiros


125 gramas de açúcar


60 gramas de farinha com fermento


1 pitada de sal


 


Preparação:


Forre uma forma redonda de 22 cm de diâmetro com papel couché ou vegetal, caso não arranje do primeiro; reserve.


Bata as gemas juntamente com os ovos inteiros, o açúcar e uma pitada de sal durante, pelo menos, 15 minutos, até obter um creme fofo esbranquiçado.


Adicione a farinha, peneirada, e envolva-a na massa cuidadosamente com a ajuda de uma espátula.


Verta o preparado na forma e leve a forno pré-aquecido a 200º durante cerca de 20 minutos.


 


Atenção: Cá em casa não gostamos do bolo demasiado cremoso. No entanto, se preferir um bolo com mais "creme de ovos", dê menos tempo de cozedura.


Deixe arrefecer completamente antes de cortar.


DSC_0471.jpg


DSC_0473.jpg


DSC_0478.jpg


 

Molotoff com manga e framboesas

DSC_0447.jpg


 


Com tanto pão de ló, acabam sempre por sobrar claras cá em casa no Natal e na Páscoa. Que lhes fazer? Pode utilizar no momento, para fazer pavlovas ou então  molotoff, uma espécie de "pudim" que se desfaz na boca, quase sem mastigar :)


Dica: Sabia que pode congelar as claras sobrantes? Coloque-as em frascos ou sacos plásticos e, quando precisar, retire do congelador e deixe descongelar à temperatura ambiente.


 


Ingredientes:


7 claras de ovo


7 colheres de sopa de açúcar


Manteiga  e açúcar q.b para polvilhar a forma


 


Para a cobertura:


100 gramas de polpa de manga


50 gramas de açúcar


1/2 chávena de framboesas


 


Preparação:


Comece por tratar da cobertura, levando  ao lume a polpa de manga juntamente com o açúcar;


Deixe ferver por 5 minutos. Retire do fogo e reserve.


Ligue o forno nos 180º e coloque dentro um tabuleiro e encha até 2 cms de água.Unte uma forma de "chaminé" com manteiga e polvilhe com açúcar.


Bata as claras em castelo e, quando começarem a ficar firmes, adicione o açúcar, gradualmente.


Bata mais um pouco até formar picos.


Coloque o preparado das claras na forma. Alise e bata com a forma em cima da bancada, para retirar alguma bolsa de ar que se possa ter formado.


Leve ao forno durannte 15 minutos. Desligue o forno e deixe o molotoff lá dentro durante meia hora com a porta entreaberta.


Deixe arrefecer completamente. Desenforme, regue com o puré de manga e decore com as framboesas.


 

Folar de laranja

DSC_0442.jpg

Na minha zona não se tem por tradição fazer, comer ou oferecer o folar na Páscoa. Mesmo assim, não quis deixar passar esta época festiva para me estrear.

Trago-vos uma opção doce, com as últimas laranjas que se produziram cá de casa este inverno.

A massa é fofa e, quando o açúcar que envolve a massa derrete juntamente com a manteiga e a raspa de laranja, forma-se um caramelo tão mas tão aromático.

Aproveito para vos desejar uma santa Páscoa! Não abusem nos doces mas, se o fizerem, que estes sejam caseiros e bons! :)

Ingredientes:
180 ml de leite meio gordo
1 colher de sopa de açúcar
50 gramas de Vaqueiro sabor a manteiga
500 gramas de farinha tipo 65 sem fermento
3 ovos
1 colher de chá de sal
7 gramas de fermento de padeiro em pó ou 25 gramas se for fresco

Para o recheio e cobertura:
100 gramas de açúcar amarelo
2 laranjas (raspa da casca)

Método tradicional:

Coloque num recipiente a farinha. Abra uma cova no centro e adicione o leite ligeiramente aquecido juntamente com a manteiga, o açúcar, os ovos e o fermento.
Envolva com os dedos, adicione o sal e amasse durante cerca de 10 minutos, até obter uma massa elástica.
Com as mãos enfarinhadas, forme uma bola e coloque-a num recipiente untado com um pouco de óleo. Tape com película aderente e deixe levedar até, pelo menos, dobrar o volume.
Coloque a massa numa superfície polvilhada com farinha, amasse ligeiramente para desgaseíficar e, com a ajuda de um rolo, estenda um retângulo com cerca de 50*30 cm.
Misture a manteiga amolecida com o açúcar amarelo e a raspa da casca de laranja e barre a massa.
Enrole, começando pela parte mas comprida, até obter um cilindro bem comprimido.
Corte em 12 porções.
Distribua os rolos de massa por duas formas redondas com cerca de 18 cm de diâmetro previamente untadas com manteiga ou forradas com papel vegetal, deixando a superfície de corte voltada para cima.
Tape com um pano e deixe repousar durante mais meia hora. Entretanto, ligue o forno nos 180º.
Pincele os folares com o ovo batido e leve ao forno durante cerca de 30 minutos, ou até que estejam dourados.

Deixe arrefecer ligeiramente antes de desenformar.

Preparação da massa no robot:Coloque no copo o leite, o açúcar, a manteiga e o fermento. Programe 2 min. na Vel. 1 a 37º.
Adicione a farinha, os ovos e o sal e programe 2 min mais 30 seg na função amassar.
DSC_0432.jpg

Bolo de chocolate com frutos do bosque

DSC_0405.jpg


 Hoje regressei a casa depois de uns dias em LisbVaqueiro Sabor a Manteiga 1.jpgoa. E não é que tinha um miminho da Vaqueiro à minha espera? Pois é, desafiaram-me a fazer uma das receitas disponíveis no site e a usar a nova Vaqueiro com sabor a manteiga, qu éum creme vegetal com um delicioso sabor e aroma a manteiga, ideal para cozinhar todo o tipo de pratos. Pela sua textura cremosa deixa os seu bolos ainda mais fofos e apetitosos. Conheça as receitas e surpreenda-se com os resultados perfeitos.


E vocês, já experimentaram?


 


Ingredientes para o bolo:






75 gramas de chocolate em pó
1 dl de água quente


250 gramas de farinha com fermento para bolos
300 gramas de açúcar
6 ovos
100 gramas de Vaqueiro  sabor a manteiga


 


Cobertura de chocolate:
200 gramas de chocolate para culinária
40 gramas de Vaqueiro sabor a manteiga
0,5 dl de café ou licor


 


Recheio:


300 ml de natas


100 gramas de açúcar em pó


2 chávenas de frutos do bosque frescos


 


Preparação:






Ligue o forno e regule­o para os 200 °C.


Barre uma forma redonda com Vaqueiro Sabor a Manteiga e polvilhe com farinha. Misture o chocolate em pó com a água quente. Noutra tigela, misture a farinha com o fermento e cerca de 2/3 do açúcar e abra uma cavidade ao meio.
Parta os ovos, adicionando as gemas à farinha e deitando as claras noutra tigela. Junte a mistura de chocolate e a Vaqueiro Sabor a Manteiga às gemas e bata com a batedeira, começando numa velocidade baixa e aumentando­a gradualmente até estar tudo bem ligado.
À parte, bata as claras com a batedeira.
Quando estiverem em espuma adicione o restante açúcar e continue a bater até estarem bem firmes. Envolva as claras delicadamente, na massa de chocolate, usando para isso uma espátula de borracha ou uma colher de pau.
Deite a massa na forma e leve ao forno durante cerca de 45 minutos. Desenforme o bolo sobre uma rede e deixe arrefecer.


Bata as natas. Assim que começarem a ficar firmes, adicione o açúcar em pó e continue a bater até ficar um chantilly bem firme. Reserve no frigorífico.


Entretanto, parta o chocolate em quadrados para dentro de uma taça de vidro, junte a Vaqueiro Sabor a Manteiga e o licor de café.


Leve ao microondas durante 50 segundos na potência máxima e mexa com uma vara de arames até estar tudo homogéneo.Reserve.


Corte o bolo em duas ou três partes na horizontal, dependendo do diâmetro da forma. Usei uma com 18 cm, o ideal para fazer 3 camadas de bolo.


Coloque um disco de massa num prato de serviço, barre com natas e salpique com alguns frutos. Repita o processo.


Depois de colocar o último disco de bolo, barre-o na totalidade com o chantilly sobrante e alise bem com uma espátula.


Verta a cobertura de chocolate, já fria, por cima, alise a superfície e decore com alguns frutos.


Guarde no frigorífico até servir.


DSC_0364.jpg


DSC_0388.jpg