Telhas de limão e sementes de papoila




Se no outro dia criei alguns pratos para despedir o inverno, hoje percebi que me precipitei; O inverno parece longe de se retirar... E como o frio e a chuvas fazem com que pratos e sobremesas mais cálidos nos assediem, do leite creme sobraram 6 claras, com as quais fiz estas excelentes telhas crocantes.

 

Ingredientes:

6 claras de ovo

200 gramas de açúcar em pó

200 gramas de farinha de trigo

120 gramas de margarina derretida

1 limão (sumo)

1 colher de sopa de sementes de papoila

 

Preparação:

Bata as claras juntamente com o açúcar em pó até obter um merengue branco, liso brilhante.

Adicione a farinha peneirada e envolva com a ajuda de uma espátula.

Adicione a margarina derretida, seguida do sumo de limão e das sementes de papoila e envolva bem.

Leve ao frigorífico durante cerca de meia hora.

Unte um tabuleiro com manteiga e disponha nele colheradas do preparado.

Espalhe com as costas de uma colher ou com uma espátula e cozinhe em forno pré-aquecido a 200º durante 5 a 8 minutos, até que as extremidades comecem a ficar douradas.

Retire as bolachas do tabuleiro de imediato e dê-lhes a forma, colocando-as sobre o rolo da massa. 

Deixe arrefecer e guarde em frascos com fecho hermético.

 

Dicas: Troque o sumo de limão por sumo de laranja, canela ou essência de baunilha, ficarão igualmente deliciosas!

 



 


Creme de nabos com laranja e cogumelos




Se no fim de semana andei com as minhas "combinações improváveis", hoje acho que fui mesmo ao limite! Esta receita é para participar num passatempo mas, por enquanto, prefiro não divulgar :p 

 

Ingredientes:

700 gramas de nabos 

4 dentes de alho

50 gramas de margarina

600 ml de água

1/2 laranja

100 gramas de cogumelos (usei cantharellus)

Sal e pimenta q.b

Azeite q.b

 

Preparação:

Descasque e corte os nabos em pedaços; 

Lave e coloque numa panela;

Adicione a margarina e metade dos alhos cortados grosseiramente;

Leve ao lume e deixe refogar em fogo médio, mexendo, durante cerca de 5 minutos;

Cubra com a água, tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar durante cerca de meia hora;

Retire do lume e triture bem com a varinha mágica até obter um creme;

Retifique os temperos;

 

Descasque a laranja com o auxílio de um descascador;

Corte as cascas (só a parte amarela) em tirinhas o mais finas que conseguir; reserve.

Limpe os cogumelos;

Coloque uma frigideira ao lume e deixe aquecer;

Adicione um fio de azeite, os alhos restantes laminados e os cogumelos e salteie durante cerca de 3 minutos;

Tempere com sal e regue com o sumo da laranja;

Deixe reduzir um pouco.

 

Sirva o creme guarnecido dos cogumelos e decore com as "zestes" da laranja.



 


Doce de chila




Para comer simples em bolachas ou torradas, mas também como recheio ou ingrediente de vários bolos e pastéis, o doce de chila/gila é uma das mais ricas bases clássicas  da Doçaria Portuguesa. 

 

Ingredientes:

500 gramas de chila cozida

500 gramas de açúcar

1/2 limão

1 pau de canela

 

Preparação:

Coloque a chila dentro de um saco de plástico e atire ao chão, com força, até se partir em pedaços. Diz-se que devemos evitar o contacto direto da polpa com metais, pelo que se desaconselha o uso de facas.

Com as mãos, separe os pedaços, retire as pevides e a "espinha", de cor amarelada que está entre a polpa. 

Lave os pedaços muito bem com água e coloque-os  numa panela. Cubra com água, adicione um punhado de sal e meio limão e leve a cozer durante cerca de hora e meia,  ou até observar que a casca se começa a soltar.

Retire do fogo e deixe arrefecer.

Separe a polpa da casca e coloque-a em cima de um pano, de preferência de linho ou estopa (como dizem os antigos). 

Embrulhe, fazendo uma trouxa e esprema bem com as mãos. Ate com um fio e pendure por cima da pia e deixe a escorrer, de preferência, de um dia para o outro.

Com a ajuda de um garfo, separe bem os fios da chila e pese.

Coloque o mesmo peso da chila em açúcar e água e faça uma calda, deixando ferver juntamente com a canela durante 10 minutos.

Adicione a chila desfiada e deixe cozinhar, mexendo, até fazer o ponto de estrada (passando a colher no fundo do tacho, o preparado separa-se abrindo uma espécie de "estrada").

 

Distribua o doce por frascos esterilizados, feche e  deixe repousar, até arrefecer, com a tampa voltada para baixo.

 




Dicas: Seque as sementes no forno e guarde em frascos fechados. São ótimas consumidas como snack, mas também em saladas.

Pudim de café e queijo creme


Queijo e café pareceu-me uma daquelas "Combinações improváveis", como o fantástico programa de um dos meus chef's preferidos, o José Avilez.

Pão doce de Gim com zimbro




Ontem, navegando na internet um colega encontrou  a receita de um bolo de gin e eu pensei... "Se se podem fazer bolos, porque não pão?"

E cá está, hoje coloquei as mãos na massa e deu nisto, um pão de miolo fofo e aromático, protegido por uma côdea crocante. Uma excelente opção para comer com manteiga ou compota, mas também simples!

 

Ingredientes:

600 gramas de farinha tipo 65 sem fermento

50 ml de Gin

2 ovos inteiros

75 gramas de manteiga a temperatura ambiente

8 gramas de fermento seco de padaria

2 colheres de sopa de açúcar mais algum para polvilhar

1 colher de chá de sal fino

150 ml de leite

1 colher de chá de bagas de zimbro

Óleo q.b para pincelar

 

Preparação:

Ferva o leite juntamente com as bagas de zimbro, retire, espere até amornar e passe por um coador.

Num recipiente, coloque a farinha;

Abra uma cavidade no centro e coloque nela o leite, o fermento, a manteiga, o gin e o açúcar. Bata ligeiramente os ovos com o sal e adicione também.

Misture todos os ingredientes, inicialmente com a ajuda de um garfo.

À medida que a massa for ganhando corpo, amasse com as mãos.

Passe a massa para uma bancada polvilhada com farinha e trabalhe-a durante cerca de 5 minutos, esticando-a bem.

Forme uma bola e transfira a massa para um recipiente untado com um pouco de óleo. Tape com película aderente e deixe levedar em local morno até atingir o dobro do volume.

Com as mãos untadas em óleo, divida a massa em três partes iguais e tenda três cilindros. Entrance-os e coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal. Deixe repousar durante mais uma hora.

Pincele com óleo e polvilhe com açúcar e leve a forno pré-aquecido a 200º durante cerca de 35 minutos.



 


Pão de batata e tomate com azeite e queijo de cabra


Quem me conhece sabe que se há coisa que não falta cá em casa é queijo!
O resultado da experiência de hoje foi este pão, de massa húmida, suave e adocicada, contrastada pela acidez do tomate colocado na parte superior.

Tarte folhada de alheira e Cantharellus



 



Esta é a minha forma de celebrar o fim do inverno, com dois ingredientes que identificam tão bem esta estação. Uma refeição rápida, económica e deslumbrante.

 

Ingredientes:

1 alheira grande (250 gramas) das Boas! :)

250 gramas de cogumelos silvestres (usei cantharellus)

2 dentes de alho picados

6 folhas de massa Filo

100 ml de azeite mais algum para pincelar

75 ml de natas

Sal e pimenta q.b

 

Preparação:

Retire a pele à alheira e desfaça-a em pedaços, com as mãos. Reserve;

Leve uma frigideira ao lume e, quando estiver bem quente, coloque a alheira. Vá mexendo e deixe cozinhar até obter uma crosta e soltar a gordura e essências. Sem retirar a alheira, adicione o azeite e os alhos picados e tempere com sal e pimenta. Deixe dourar um pouco o alho;

Adicione os cogumelos e deixe cozinhar, mexendo, durante cerca de 5 minutos.

Adicione as natas, retifique os temperos e deixe cozinhar por mais 2 a 3 minutos, até as natas reduzirem um pouco.

Pincele um pyrex com azeite.

Numa bancada limpa, coloque uma folha de massa filo. Pincele com azeite, sobreponha outra folha e repita o processo, até ter duas "pilhas" com 3 folhas, pincelando entre cada adição e por cima.

Forre o pyrex com metade da massa.

Coloque a mistura dos cogumelos e alheira na forma e tape com a massa restante.

Feche, fazendo alguma pressão na massa que sobressai das paredes do pyrex e, com a ajuda de uma faca, faça uns cortes decorativos.

Leve a forno pré-aquecido a 200º durante cerca de 20 minutos, até ficar dourado e crocante.

Sirva com salada.



 


Empanada de atum




Esta entrada não falta em lanches salgados cá em casa. De massa fina e recheio saboroso é, sem dúvida, um dos cartões de visita dos nossos vizinhos galegos.

Experimente trocar o atum por bacalhau e passas ou por tirinhas de frango temperadas com um pouco de caril ;)

 

Ingredientes para a massa:

600 gramas de farinha com fermento

100 gramas de manteiga

250 ml de leite morno

1 colher de chá de sal

1 ovo

1 gema

 

Para o recheio:

2 cebolas médias

1/2 pimento verde

1/2 pimento vermelho

2 dentes de alho picados

100 ml de azeite

200 gramas de atum em conserva

Sal q.b

 

 

Preparação:

 

Corte as cebolas em meias luas e os pimentos em tiras com aproximadamente o mesmo tamanho da cebola para uma frigideira.

Adicione os alhos picados e o azeite e leve a fogo médio, mexendo, durante cerca de 10 minutos, até a cebola começar a ficar transparente.

Adicione o atum, mexa e tempere de sal.

 

Entretanto, trate da massa:

Coloque num recipiente a farinha. Abra uma cavidade no centro e adicione o ovo inteiro, a manteiga e o sal; misture um pouco.

Adicione o leite e amasse até formar uma bola com a massa e esta se descolar das paredes do recipiente. Adicione mais farinha, se for necessário. Deixe repousar durante cerca de 15 minutos.

Divida a massa em duas partes iguais;

Estenda e coloque uma parte num tabuleiro forrado com papel vegetal.

Distribua o recheio e cubra com a massa restante. Junte as extremidades e enrole para fechar com a ajuda dos dedos.

Dilua a gema de ovo com uma colher de sopa de água e pincele a empanada.

Leve a forno pré-aquecido a 200º durante cerca de 25 minutos.




 


 


Bolo de chocolate com nougat de frutos secos e sementes

Bolo de chocolate e frutos secos.jpg


 


Hoje, fazendo a revisão à gaveta da mercearia, encontrei pacotinhos com pequenos restos de muita coisa: sultanas, amêndoa laminada, sementes de girassol e  arandos entre outros. Imagino que o mesmo vos aconteça, por isso lembrei-me de os utilizar, todos juntos, para criar uma cobertura bem crocante para um bolo de chocolate de receita muito simples e miolo denso, onde o sabor intenso do cacau não passa despercebido.


 


Ingredientes:


100 gramas de manteiga


150 gramas de chocolate negro (teor mínimo 70% de cacau)


150 gramas de açúcar


200 gramas de farinha com fermento


3 ovos médios


 


Para a cobertura:


100 gramas de frutos secos e sementes  misturados


75 gramas de açúcar


50 gramas de manteiga


 


Preparação do bolo:


Forre uma forma redonda com papel vegetal.


Derreta o chocolate juntamente com a manteiga em banho-maria ou no micro-ondas; Reserve.


Num recipiente, misture a farinha com o açúcar. Faça uma pequena cavidade e coloque nela os ovos ligeiramente batidos com um garfo. Misture, arrastando para o centro um pouco da farinha.


Adicione o chocolate derretido e misture tudo com a colher de pau até obter uma pasta homogénea.


Verta o preparado na forma, alise ligeiramente e leve a forno prá-aquecido a 170º durante 30 minutos.


 


Preparação da cobertura:


Coloque o açúcar juntamente com a manteiga numa frigideira e leve ao lume até derreter. 


Adicione os frutos secos e deixe cozinhar, mexendo, até caramelizar e ficar com uma cor dourada.


Barre o bolo com este preparado e deixe arrefecer.


 


 

Bolo mármore de framboesa com lemon curd



 



Mais uma sugestão para celebrar o dia de São Valentim com um bolo simples, mas bem aromático e colorido.

Quem disse que a vida tinha que ser a preto e branco?

 

Ingredientes:

200 gramas de açúcar

100 gramas de Vaqueiro líquida

5 ovos

250 gramas de farinha com fermento p/bolos

2 colheres de sopa de Dulcipasta de framboesa

1 colher de café de corante em gel vermelho

 

Preparação:

Bata o açúcar com a Vaqueiro Líquida até formar um creme esbranquiçado.

Adicione os ovos, um de cada vez, sem parar de bater.

Incorpore a farinha e misture bem.

Divida o preparado em duas partes.

A uma das partes, adicione o corante e a Dulcipasta de Framboesa e misture.

Unte uma forma com manteiga e polvilhe com farinha. Verta os preparados para a forma, alternando em camadas.

Leve a forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 45 minutos. Faça o teste do palito.


Sirva acompanhado de uma generosa colherada de lemon curd. Pode encontrar a receita AQUI

 

Lemon curd


Muitas vezes utilizado como recheio ou cobertura para tartes e bolos, este é um daqueles clássicos que nunca faltam cá me casa.
Experimente utilizá-lo também em suspiros ou bolachas.

Ingredientes:
300 gramas de açúcar
150 ml de sumo de limão (cerca de 3 limões)
Raspa de 1 limão
6 gemas
100 gramas de manteiga sem sal

Preparação:
Coloque o sumo e a raspa de limão juntamente com o açúcar e as gemas num recipiente de inox ou vidro.
Coloque o recipiente em banho-maria e mexa até engrossar, cerca de 15 a 20 minutos. Deverá obter um creme sedoso e espesso.
Retire do fogo e passe imediatamente por um coador de rede.
Adicione a manteiga cortada em pedaços e mexa até derreter completamente e ficar incorporada no creme.
Se não for para utilizar nos próximos dias, guarde em frascos esterilizados, tape e deixe arrefecer com a tampa para baixo.

Pavlova de lima e morangos com chocolate





Suspiro crocante por fora, fofo por dentro, chantilly com sabor a lima e morangos com chocolate... Será esta a sobremesa perfeita? ;)



 



Ingredientes:



6 claras



300 gramas de açúcar



1 colher de sobremesa de vinagre



1 lima (sumo)



1 colher de sopa de Maizena



 



Para a cobertura:



250 gramas de morangos



2 limas 



50 gramas de açúcar em pó mais algum para polvilhar



250 ml de natas para bater



2 folhas de gelatina

100 gramas de chocolate para culinária



 



Preparação da base:



Comece por pré-aquecer o forno  a 150º.



Com a ajuda de um prato ou forma, desenhe um círculo numa folha de papel vegetal em cima do tabuleiro que utilizará para ir ao forno. Dê a volta ao papel e reserve.



Bata as claras em castelo. Quando começarem a formar picos, adicione o açúcar, gradualmente e sem parar de bater. Adicione a Maizena, seguida do sumo de uma lima e do vinagre e continue a bater.



Coloque o preparado em cima no círculo desenhado no papel vegetal, espalhando com uma colher.



Coloque no forno e reduza a temperatura para 130º. Cozinhe durante cerca de uma hora, evitando abrir o forno. Desligue o forno e deixe arrefecer completamente lá dentro.



 



Preparação da cobertura:



Para a cobertura, com o auxílio de uma faca bem afiada, retire a pele das limas (apenas a parte verde) e corte-a em tiras fininhas; reserve.



Derreta o chocolate juntamente com 50 ml de natas no micro-ondas ou em banho-maria e reserve.



Coloque as folhas de gelatina de molho num pouco de água fria.



Bata as restantes natas até ficarem firmes. Adicione o açúcar e bata mais um pouco.



Esprema as limas para uma tigela, adicione as folhas de gelatina espremidas e leve ao micro-ondas durante 5 a 10 segundos até derreter. Adicione este preparado às natas e misture bem.



Barre a pavlova com  mistura das natas, disponha os morangos e regue com o chocolate. Salpique com as tirinhas de casca de lima.



 



Coração Red Velvet de frutos vermelhos



 



Red velvet é, no mundo da pastelaria, sinónimo de um bolo vermelho e denso como veludo. O sabor? Não exageradamente doce, cheio de contrastes, como o cacau, o vinagre e, nesta minha versão, a framboesa.
É a minha primeira experiência com um "vermelhinho", mas confesso que não me sinto defraudado  com o resultado :D

 

Ingredientes:

225 gramas de farinha de trigo

1 colher de chá de fermento

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 colher de sopa de cacau

1 frasco de corante vermelho em gel (30 gramas)

1 colher de sopa de vinagre de vinho ou frutas

275 gramas de açúcar

3 ovos grandes

1 colher de sopa de Dulcipasta Framboesa
75 ml de Vaqueiro líquida

75 ml de natas vegetais

 

Para o recheio e cobertura:

1 colher de sopa de Dulcipasta Framboesa
250 gramas de queijo Mascarpone

300 gramas de morangos cortados em quartos
1/2 chávena de framboesas
Açúcar em pó q.b para polvilhar

 

Preparação do bolo:

Junte a farinha com o cacau, o fermento e o bicarbonato; reserve.

Na batedeira, bata a Vaqueiro líquida com o açúcar até obter uma mistura homogénea.

Adicione os ovos, um de cada vez e sem parar de bater , até obter um creme fofo.

Adicione o corante. Enxague o frasquinho com o vinagre e adicione-o também ao preparado; Mexa com as varas, adicione a Dulcipasta Framboesa e volte a mexer.

Adicione a mistura dos sólidos peneirada e misture bem.

Finalmente, adicione as natas e misture.

Verta o preparado numa forma (usei em forma de coração) untada com manteiga e polvilhada com farinha e leve a forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 50 minutos.; Faça o teste do palito.

Deixe arrefecer um pouco e desenforme.

 

Preparação do recheio e cobertura:
Misture o mascarpone com a Dulcipasta Framboesa.
Abra o bolo ao meio, barre com metade do creme e cubra com morangos.
Coloque a outra metade do bolo, barre com o creme de queijo e framboesa e decore com as framboesas e os morangos restantes.
Para terminar, polvilhe com açúcar em pó.



 


Bolo de pêra e chocolate


Sabem aquelas combinações improváveis que acabamos por nos arrepender de não ter experimentado há mais tempo? Este é um desses casos! 


 


Ingredientes:


4 ovos


175 gramas de açúcar


150 gramas de chocolate para culinária


75 gramas de Vaqueiro


150 gramas de farinha com fermento


1 colher de sopa de cacau


3 pêras rocha


 


Preparação:


No micro-ondas ou em banho-maria, derreta o chocolate juntamente com a Vaqueiro; reserve.


Separe as gemas das claras e bata estas últimas em castelo. Sem parar de bater, adicione o açúcar até obter um merengue liso e brilhante.


Adicione as gemas e bata mais um pouco.


Incorpore o chocolate derretido e mexa com uma colher de pau.


Finalmente, adicione a farinha peneirada juntamente com o cacau e envolva com movimentos cuidadosos.


Verta o preparado numa forma untada com manteiga e polvilhada com farinha.


Descasque e retire os caroços às pêras. Corte-as em quartos e, ajudando-se de uma faca, faça alguns sulcos na parte exterior.


Disponha as pêras na forma, por cima da massa e cozinhe em forno pré-aquecido a 175º durante cerca de 40 minutos.


Deixe arrefecer um pouco antes de desenformar.


 


Dica: Pincele o bolo com um pouco de geleia ou doce de alperce ligeiramente aquecido para dar mais brilho.



 


 

Arroz doce




Quem não sente, de vez em quando, saudades de algo tradicional como uma taça de arroz doce?

Ingredientes:
150 grs de açúcar
1/2 litro de leite
150 gramas de arroz carolino
4 gemas
1 limão
1 pau de canela
1 colher de chá de sal
Canela moída q.b para polvilhar

Preparação:
Adicione duas colheres de sopa de leite às gemas, misture e reserve.
Coloque um tacho ao lume com cerca de meio litro de água, o sal, a casca do limão e o pau de canela.
Quando começar a ferver, adicione o arroz, mexa e deixe cozinhar cerca de 40 minutos, até observar que os grãos começam a abrir; como o arroz não é todo igual e alguns absorvem mais água do que outros, caso seja necessário adicione um pouco mais de água. Retire a casca de limão e o pau de canela, adicione o leite e o açúcar e deixe cozinhar por mais 5 a 10 minutos, até ficar cremoso. Reduza o fogo e adicione as gemas, mexendo até engrossar, mas com o cuidado de não as deixar cozer.

Distribua por taças, deixe arrefecer um pouco e polvilhe com canela.



Queijadas de cenoura

DSC_0134_2.jpg


Umas queijadas, simples, rápidas e não dispendiosas que irão, certamente, fazer uma excelente companhia a uma chávena de chá à hora do lanche.


 


Ingredientes:


1 cenoura média (cerca de 100 gramas)


1 requeijão (170 gramas)


200 gramas de açúcar


3 ovos médios


50 gramas de manteiga derretida


75 gramas de farinha com fermento


1 embalagem de massa folhada retangular (aprox. 370 gramas)


Açúcar em pó q.b para polvilhar


 


Preparação:


Pincele a massa folhada com um pouco de água fria e enrole, fazendo alguma pressão. Corte em pequenas porções (Estas quantidades renderam cerca de 24 queijadas) e forre pequenas formas para madalenas ou pastéis de nata.


Descasque, lave e rale a cenoura; reserve.


Num recipiente, misture os ovos com açúcar e o requeijão desfeito com as mãos;


Bata um pouco com as varas de arame até obter um creme homogéneo.


Adicione a cenoura ralada e a manteiga derretida e mexa até ligar.


Adicione a farinha peneirada e mexa.


Distribua o preparado pelas forminhas e leve ao forno pré-aquecido a 200º durante 20 a 25 minutos, até que tenham um cor dourada.


Deixe arrefecer um pouco, desenforme e polvilhe com açúcar em pó.


DSC_0139.jpg