Hoje tive direito a um descanso e aproveitei para uma breve visita à horta da Flores da Aldeia, que vos convido a visitar. Ele é tomatinhos de várias cores e tamanhos, ele é pimentos idem, ele é flores, abóboras, diversos tipos de alfaces, ervas aromáticas... Enfim, tanta variedade mas tudo produzido com algo que é essencial em tudo o que fazemos: empenho e amor! 
Sabem quando nos dá um daqueles flashes em que começam a surgir receitas e a vontade de experimentar é tanta tanta que nos vemos obrigados a fazê-lo imediatamente? Pois hoje voltou a acontecer-me isso :D
Ingredientes para 4 pessoas:
4 codornizes limpas
4 chalotas descascadas cortadas em quartos
1/2 talo de ruibarbo
2 cenouras novas pequenas
1 chávena de tomate cherry
75 ml de vinagre de vinho
1 pau de canela
2 mozarella frescas
1 fatia generosa de melancia
1 ramo de tomilho
1 malagueta fresca
Sal grosso q.b
Azeite q.b
Corante alimentar q.b 
Folhas de escarola lavadas
Comece por lavar e cortar as cenouras às rodelas. Se não arranjas cenouras novas, utilize das normais, mas tendo o cuidado de as descascar previamente. 
Tempere as codornizes com um pouco de sal e reserve.
Num tacho de fundo grosso coloque um fio de azeite. Seguidamente faça camadas alternadas com  as codornizes, as chalotas, o ruibarbo cortado em rodelas, tomates cherry e cenouras às rodelas, até ter utilizado todos os ingredientes sólidos. Introduza então o pau de canela, o raminho de tomilhoe a malagueta.Polvilhe com um pouco de corante ou açafrão, adicione o vinagre e cubra com o azeite, até que todos os elementos tenham ficados submersos. 
Tape e leve a fogo lento durante cerca de 45 minutos. Retire do fogo e deixe arrefecer.
Corte fatias de melancia com cerca de 1 cm e, com a ajuda de um corta massas dê-lhes forma. Repita o processo para as mozarellas. Emprate, dispondo a codorniz em cima de um pouco de escarola e ao lado disponha camadas de mozarella e melancia. Regue com um pouco do molho e dos legumes.
Nota: Quanto mais tempo as codornizes estiverem no escabeche, mais saborosas serão, pelo que se recomenda consumi-las pelo menos um ou dois dias depois da confeção, frias.

Enviar um comentário

Contact

INSTAGRAM FEED

© Faz e Come
Design by The Basic Page